Presidente do PMDB goiano é vago ao comentar situação de Temer

O deputado federal Daniel Vilela, que preside o PMDB goiano, evitou dar declarações mais contundentes sobre as fortes denúncias contra Michel Temer (PMDB), reveladas nas delações do irmãos Joesley e Wesley Batista, proprietários da JBS; Daniel falou ao jornal O Popular desta sexta-feira e enfatizou o clima de crise geral no sistema político; "Todos estão, de alguma forma, anestesiados politicamente. Não é possível fazer uma avaliação da situação do momento. Todo o sistema político está sendo roído e ainda não sabemos quais as exatas consequências disso"

daniel vilela
daniel vilela (Foto: José Barbacena)

Goiás 247 - O deputado federal Daniel Vilela, que preside o PMDB goiano, evitou dar declarações mais contundentes sobre as fortes denúncias contra Michel Temer (PMDB), reveladas nas delações do irmãos Joesley e Wesley Batista, proprietários da JBS. 

Daniel falou ao jornal O Popular desta sexta-feira e enfatizou o clima de crise geral no sistema político. "Todos estão, de alguma forma, anestesiados politicamente. Não é possível fazer uma avaliação da situação do momento. Todo o sistema político está sendo roído e ainda não sabemos quais as exatas consequências disso".

"É tudo imprevisível. As denúncias são graves e precisam ser investigadas. Agora se os partidos aliados deixarem o governo, a situação se tornará insustentável", disse o deputado.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247