Prisco deixa Papuda após quase dois meses de prisão

Vereador que liderou a greve da Polícia Militar na Bahia deixou o presídio da Papuda nesta madrugada, após defesa conseguir revogar a prisão por medidas cautelares, como pagamento de fiança, monitoramento por meio de tornozeleira eletrônica e proibição de alguns contatos; ele deve ficar preso aos finais de semana; Marco Prisco deixou a penitenciária em Brasília cerca de 20 kg mais magro

Vereador que liderou a greve da Polícia Militar na Bahia deixou o presídio da Papuda nesta madrugada, após defesa conseguir revogar a prisão por medidas cautelares, como pagamento de fiança, monitoramento por meio de tornozeleira eletrônica e proibição de alguns contatos; ele deve ficar preso aos finais de semana; Marco Prisco deixou a penitenciária em Brasília cerca de 20 kg mais magro
Vereador que liderou a greve da Polícia Militar na Bahia deixou o presídio da Papuda nesta madrugada, após defesa conseguir revogar a prisão por medidas cautelares, como pagamento de fiança, monitoramento por meio de tornozeleira eletrônica e proibição de alguns contatos; ele deve ficar preso aos finais de semana; Marco Prisco deixou a penitenciária em Brasília cerca de 20 kg mais magro (Foto: Gisele Federicce)

Bahia 247 – O vereador Marco Prisco (PSDB), que liderou a greve da Polícia Militar na Bahia, deixou a penitenciária da Papuda na madrugada desta quarta-feira 4. Prisco estava preso desde o dia 18 de abril. Ao sair do presídio, 20 quilos mais magro, ele foi para um hotel. Ainda não há previsão, segundo sua assessoria de imprensa, de quando ele voltará para a Bahia.

A defesa de Prisco, que é coordenador-geral da Aspra (Associação de Policiais e Bombeiros e de seus Familiares no Estado da Bahia), conseguiu reverter a prisão para medidas cautelares, como o pagamento de fiança de 30 salários mínimos, monitoramento com tornozeleira eletrônica e proibição de manter contato com associações e de frequentar quarteis.

O vereador deve ficar preso aos finais de semana, que precisará se apresentar à Justiça. Ele disse aos advogados que pretende ficar ao menos 30 dias afastado para cuidar de sua saúde física, psicológica e em respeito à família.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247