PSDB dá prazo para Eunício decidir seu rumo político

As últimas declarações do senador Eunício Oliveira (PMDB), afirmando que poderia apoiar uma candidatura do ex-presidente Lula, irritaram a cúpula do PSDB no Ceará. O presidente estadual do partido, Luis Pontes, deu um prazo até o final de novembro para que Eunício decida seu rumo político

As últimas declarações do senador Eunício Oliveira (PMDB), afirmando que poderia apoiar uma candidatura do ex-presidente Lula, irritaram a cúpula do PSDB no Ceará. O presidente estadual do partido, Luis Pontes, deu um prazo até o final de novembro para que Eunício decida seu rumo político
As últimas declarações do senador Eunício Oliveira (PMDB), afirmando que poderia apoiar uma candidatura do ex-presidente Lula, irritaram a cúpula do PSDB no Ceará. O presidente estadual do partido, Luis Pontes, deu um prazo até o final de novembro para que Eunício decida seu rumo político (Foto: Fatima 247)

Ceará 247 - O presidente estadual do PSDB, Luis Pontes, disse que o senador Eunício Oliveira teria até novembro para decidir para seu rumo político - se fica ou se sai da oposição ao governador Camilo Santana. Segundo Luis Pontes em entrevista ao jornal O Povo, é "pública e notória" a aproximação do senador com o governador cearense.

As últimas declarações de Eunício Oliveira afirmando que poderia apoiar uma candidatura do ex-presidente Lula, irritaram a cúpula do PSDB no Ceará, particularmente, o presidente da sigla, um dos mais radicais antipetistas. Sem nomes fortes para disputar o governo do Estado, a oposição está preocupada com o seu desempenho nas eleições de 2018 e pressiona Eunício por uma definição rápida. Caso Eunício venha a se aliar com Camilo, o PSDB teria como única alternativa, o nome do senador Tasso Jereissati, que não se manifestou ainda sobre o assunto. 

Por outro lado, as declarações de Eunício também provocam reações controversas no Partido dos Trabalhadores. As bases do partido rejeitam a aproximação com o senador peemedebista, considerado "traidor", por ter sido um dos líderes do golpe que destituiu a presidente Dilma Rousseff e apoiar as reformas do governo Temer contra os direitos dos trabalhadores. A cúpula do partido não se pronuncia claramente sobre o assunto.

Uma possível aliança entre Camilo Santana e Eunício Oliveira iria inviabilizar a manutenção da vaga no senado para o PT, hoje ocupada pelo senador José Pimentel. O governador também não se pronuncia sobre o assunto e diz que só vai tratar das eleições no ano que vem, mas nos bastidores, opera para fazer uma ampla coligação para sua reeleição, com o aval dos irmãos Ferreira Gomes, seus principais aliados. 

A dúbia posição de Eunício é interpretada pelos dois lados como uma tentativa de garantir a renovação do seu mandato de senador, onde ele avaliar melhores chances. Eunício foi eleito em 2010 com o apoio explícito de Lula, numa grande coligação que envolveu o grupo liderado pelos Ferreira Gomes, o PMDB e o PT.

 

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247