PT decide se manter neutro no segundo turno em Fortaleza

Após reunião nesta sexta-feira (7), o PT do Ceará decidiu manter-se neutro e liberar suas lideranças e filiados a apoiar qualquer um dos candidatos no segundo turno da disputa pela Prefeitura de Fortaleza. De acordo com o presidente municipal da sigla, Elmano de Freitas, os petistas estão liberados para votar “segundo a sua consciência, e considerando os valores e o programa que nosso partido apresentou na campanha eleitoral, que tem no seu estatuto, no seu programa geral”. Com a decisão, o governador Camilo Santana (PT) poderá declarar apoio oficial ao atual prefeito, Roberto Cláudio (PDT)

Após reunião nesta sexta-feira (7), o PT do Ceará decidiu manter-se neutro e liberar suas lideranças e filiados a apoiar qualquer um dos candidatos no segundo turno da disputa pela Prefeitura de Fortaleza. De acordo com o presidente municipal da sigla, Elmano de Freitas, os petistas estão liberados para votar “segundo a sua consciência, e considerando os valores e o programa que nosso partido apresentou na campanha eleitoral, que tem no seu estatuto, no seu programa geral”. Com a decisão, o governador Camilo Santana (PT) poderá declarar apoio oficial ao atual prefeito, Roberto Cláudio (PDT)
Após reunião nesta sexta-feira (7), o PT do Ceará decidiu manter-se neutro e liberar suas lideranças e filiados a apoiar qualquer um dos candidatos no segundo turno da disputa pela Prefeitura de Fortaleza. De acordo com o presidente municipal da sigla, Elmano de Freitas, os petistas estão liberados para votar “segundo a sua consciência, e considerando os valores e o programa que nosso partido apresentou na campanha eleitoral, que tem no seu estatuto, no seu programa geral”. Com a decisão, o governador Camilo Santana (PT) poderá declarar apoio oficial ao atual prefeito, Roberto Cláudio (PDT) (Foto: Rodrigo Rocha)

Ceará247 - Nem Roberto Cláudio (PDT), nem Capitão Wagner (PR). Após longa reunião na tarde desta sexta-feira (7), o PT do Ceará decidiu manter-se neutro no segundo turno da disputa pela Prefeitura de Fortaleza. 

De acordo com o presidente municipal da sigla e candidato a vice-prefeito derrotado, Elmano de Freitas, o Partido dos Trabalhadores decidiu “liberar os filiados e lideranças para que votem segundo a sua consciência, e considerando os valores e o programa que nosso partido apresentou na campanha eleitoral, que tem no seu estatuto, no seu programa geral”.

Com a liberação, o governador Camilo Santana (PT) poderá fazer campanha para o atual prefeito. No primeiro turno, apesar de defender o apoio a Roberto Cláudio, o diretório do PT acabou decidindo lançar a candidatura de Luizianne Lins, contrariando sua vontade. 

 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247