PT tenta neutralidade regional para evitar apoio do PSB a Ciro

A candidatura da vereadora recifense Marília Arraes ao Governo de Pernambuco voltou a balançar com a afirmação feita por dirigentes do PT de que o partido teria deixado de lado as negociações visando uma coligação nacional com o PSB nas eleições de outubro; objetivo da decisão do Conselho Consultivo tem como objetivo evitar que o PSB formalize uma aliança nacional com Ciro Gomes (PDT), o que deixaria o PT livre nos estados para apoiar a candidatura que acharem melhor

PT tenta neutralidade regional para evitar apoio do PSB a Ciro
PT tenta neutralidade regional para evitar apoio do PSB a Ciro
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A candidatura da vereadora recifense Marília Arraes ao Governo de Pernambuco voltou a balançar com a afirmação feita por dirigentes do PT de que o partido teria deixado de lado as negociações visando uma coligação nacional com o PSB nas eleições de outubro. O objetivo da decisão do Conselho Consultivo tem como objetivo evitar que o PSB formalize uma aliança nacional com Ciro Gomes (PDT), o que deixaria o PT livre nos estados para apoiar a candidatura que acharem melhor.

No caso de Pernambuco, Marília - que aparece tecnicamente empatada com o governador e candidato à reeleição Paulo Câmara (PSB) – vem sendo pressionada para abandonar a sua pré-candidatura em prol de uma aliança nacional. Em troca, o PT apoiaria a reeleição do socialista. A situação também se repetiria em Minas, só que da forma contrária. O PSB retiraria a candidatura do ex-prefeito de Belo Horizonte Márcio Lacerda e apoiaria a reeleição do governador Fernando Pimentel.

As discussões do PT em torno do apoio nacional do PSB, que afetam diretamente a postulação de Marília, já resultaram no adiamento de duas convenções do PT pernambucano. Marília teria atualmente a maioria do diretório estadual, apesar da resistência de petistas históricos como o senador Humberto Costa,, que defende a saída de Marília e o apoio do partido à reeleição de Paulo Câmara para assegurar o apoio do PSB em nível nacional.

Segundo o Jornal O Estado de São Paulo, o presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, disse que o partido ainda não se decidiu se irá ou não apoiar o PT em nível nacional. Esta decisão, segundo ele, será tomada no próximo dia 5, quando a legenda decidirá se irá apoiar Ciro Gomes ou o PT em nível nacional. Segundo o dirigente socialista, "o PT condicionou a retirada da Marília a um acordo nacional".

 

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247