“Quando descobrimos o pré-sal, o petróleo era nosso, Agora, isso vai acabar”, diz Lula

Ex-presidente Lula criticou as ações do governo Temer contra a indústria nacional do petróleo e em favor de petroleiras internacionais; "Quando nós descobrimos o pré-sal, aprovamos a lei da partilha que dizia que o petróleo é nosso. Eles vão acabar com isso. Aprovamos uma lei que dedicava 75% dos royalties para a educação. Eles vão acabar com isso. É com isso que vocês têm de se preocupar", disse a estudantes, em visita nesta quinta-feira 26 ao campo de Salinas do Instituto Federal do Norte de Minas Gerais; em outro discurso realizado mais cedo, em Coronel Murta, onde recebeu bênção da Índia Benvina Pankararu, Lula destacou que a "votação ontem de Temer custou 12 bilhões, dinheiro que falta para investimentos no país e para a aposentadoria rural"

Ex-presidente Lula criticou as ações do governo Temer contra a indústria nacional do petróleo e em favor de petroleiras internacionais; "Quando nós descobrimos o pré-sal, aprovamos a lei da partilha que dizia que o petróleo é nosso. Eles vão acabar com isso. Aprovamos uma lei que dedicava 75% dos royalties para a educação. Eles vão acabar com isso. É com isso que vocês têm de se preocupar", disse a estudantes, em visita nesta quinta-feira 26 ao campo de Salinas do Instituto Federal do Norte de Minas Gerais; em outro discurso realizado mais cedo, em Coronel Murta, onde recebeu bênção da Índia Benvina Pankararu, Lula destacou que a "votação ontem de Temer custou 12 bilhões, dinheiro que falta para investimentos no país e para a aposentadoria rural"
Ex-presidente Lula criticou as ações do governo Temer contra a indústria nacional do petróleo e em favor de petroleiras internacionais; "Quando nós descobrimos o pré-sal, aprovamos a lei da partilha que dizia que o petróleo é nosso. Eles vão acabar com isso. Aprovamos uma lei que dedicava 75% dos royalties para a educação. Eles vão acabar com isso. É com isso que vocês têm de se preocupar", disse a estudantes, em visita nesta quinta-feira 26 ao campo de Salinas do Instituto Federal do Norte de Minas Gerais; em outro discurso realizado mais cedo, em Coronel Murta, onde recebeu bênção da Índia Benvina Pankararu, Lula destacou que a "votação ontem de Temer custou 12 bilhões, dinheiro que falta para investimentos no país e para a aposentadoria rural" (Foto: Gisele Federicce)

Minas 247 - O ex-presidente Lula criticou nesta quinta-feira 26 as ações do governo Temer contra a indústria nacional do petróleo e em favor de petroleiras internacionais.

"Quando nós descobrimos o pré-sal, aprovamos a lei da partilha que dizia que o petróleo é nosso. Eles vão acabar com isso. Aprovamos uma lei que dedicava 75% dos royalties para a educação. Eles vão acabar com isso. É com isso que vocês têm de se preocupar", disse a estudantes durante visita ao campo de Salinas do Instituto Federal do Norte de Minas Gerais.

"Eu estou muito preocupado, porque a ascensão que tivemos nós últimos 12 anos ainda está muito longe do ideal. E eles estão desmontando", acrescentou. "Ou a gente acredita na educação e faz investimento de verdade ou não tem. Todas as cidades que receberam institutos federais ou universidades geraram empregos e formaram outros educadores", reforçou.

Ela enalteceu a importância do PT para as eleições de 2018. Segundo Lula, o partido "tem um legado que nos permite falar de futuro". "Esse legado dá ao PT o direito de reivindicar a chance de governar este país", afirmou. "Eu adoraria que o PT tivesse 10 ou 15 líderes 30 anos mais jovens e muito melhores que eu", declarou ainda.

Em outro discurso realizado hoje mais cedo, na cidade de Coronel Murta, o ex-presidente destacou que a "votação ontem de Temer custou 12 bilhões, dinheiro que falta para investimentos no país e para a aposentadoria rural". No local, ele recebeu bênção da Índia Benvina Pankararu, a mesma que o abençoou antes da campanha em que foi eleito pela primeira vez.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247