Rachel: ‘obras do Cinturão das Águas do Ceará não serão paralisadas’

A deputada Rachel Marques (PT_ declarou que não existe perspectiva de paralisação nas obras do Cinturão das Águas do Ceará (CAC), em discurso na Assembleia Legislativa nesta terça-feira (20). Ela destacou matéria publicada na imprensa que afirma que a obra irá receber aporte de R$ 40 milhões do BNDES e de R$ 20 milhões da União

A deputada Rachel Marques (PT_ declarou que não existe perspectiva de paralisação nas obras do Cinturão das Águas do Ceará (CAC), em discurso na Assembleia Legislativa nesta terça-feira (20). Ela destacou matéria publicada na imprensa que afirma que a obra irá receber aporte de R$ 40 milhões do BNDES e de R$ 20 milhões da União
A deputada Rachel Marques (PT_ declarou que não existe perspectiva de paralisação nas obras do Cinturão das Águas do Ceará (CAC), em discurso na Assembleia Legislativa nesta terça-feira (20). Ela destacou matéria publicada na imprensa que afirma que a obra irá receber aporte de R$ 40 milhões do BNDES e de R$ 20 milhões da União (Foto: Rodrigo Rocha)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Ceará247 - Não existe perspectiva de paralisação nas obras do Cinturão das Águas do Ceará (CAC), informou a deputada Rachel Marques (PT) em sessão plenária desta terça-feira (20), na Assembleia Legislativa. De acordo com a parlamentar, o secretário de Recursos Hídricos do Estado, Francisco Teixeira, ressaltou que as obras continuam sendo executadas, principalmente nas partes consideradas prioritárias, como o lote 1, que vai receber, até setembro do próximo ano, as águas da transposição do rio São Francisco, e o lote 5, com menor número de trabalhadores.

A deputada salientou entrevista do secretário ao jornal Diário do Nordeste em que ele afirma que, até setembro de 2016, o CAC vai receber do Governo do Estado um aporte de recursos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) de R$ 40 milhões. "A matéria também informa que, no próximo mês, deverão ser injetados pela União cerca de R$ 20 milhões. Os repasses atuais estão em torno de R$ 10 milhões, segundo informações da Secretaria de Recursos Hídricos", afirmou.

O investimento total do Cinturão das Águas é de R$ 6,8 bilhões. "É uma das maiores obras estruturantes do mundo, que está sendo feita para enfrentar a questão da seca no nosso Estado", afirmou.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247