Racismo: advogado desiste de defender gremista

Guilherme Rodrigues Abrão informou ter desistido de defender a torcedora do Grêmio Patrícia Moreira, que chamou de "macaco" o goleiro do Santos, Aranha, durante partida em Porto Alegre (RS); Abrão, que se diz conselheiro do clube gaúcho, disse que "é melhor ter outro profissional para não ter essa relação com o Grêmio"; tricolor corre o risco de ser expulso da Copa do Brasil; além de Patrícia, afastada do seu trabalho, outro torcedor foi intimado a depor; ambos podem ser indiciados por injúria qualificada

Guilherme Rodrigues Abrão informou ter desistido de defender a torcedora do Grêmio Patrícia Moreira, que chamou de "macaco" o goleiro do Santos, Aranha, durante partida em Porto Alegre (RS); Abrão, que se diz conselheiro do clube gaúcho, disse que "é melhor ter outro profissional para não ter essa relação com o Grêmio"; tricolor corre o risco de ser expulso da Copa do Brasil; além de Patrícia, afastada do seu trabalho, outro torcedor foi intimado a depor; ambos podem ser indiciados por injúria qualificada
Guilherme Rodrigues Abrão informou ter desistido de defender a torcedora do Grêmio Patrícia Moreira, que chamou de "macaco" o goleiro do Santos, Aranha, durante partida em Porto Alegre (RS); Abrão, que se diz conselheiro do clube gaúcho, disse que "é melhor ter outro profissional para não ter essa relação com o Grêmio"; tricolor corre o risco de ser expulso da Copa do Brasil; além de Patrícia, afastada do seu trabalho, outro torcedor foi intimado a depor; ambos podem ser indiciados por injúria qualificada (Foto: Leonardo Lucena)

Rio Grande do Sul 247 – O advogado Guilherme Rodrigues Abrão informou ter desistido de defender a torcedora do Grêmio Patrícia Moreira, 22 anos, que chamou do "macaco" o goleiro do Santos, Aranha, durante partida válida pela Copa do Brasil, na semana passada, em Porto Alegre (RS). O Grêmio corre o risco de ser expulso do torneio. Além de Patrícia, afastada do seu trabalho, outro torcedor foi intimado a depor. Ambos podem ser indiciados pode injúria qualificada.

Familiares da torcedora informaram que Abrão ligou para dizer que o fato de ele ser conselheiro do Grêmio não atrapalharia a defesa. No entanto, ao G1, Rodrigues justificou sua decisão. "É melhor ter outro profissional para não ter essa relação com o Grêmio", afirmou. O Movimento Grêmio Independente informou que o advogado deixou o grupo há seis meses.

Após ter se reunido com Patrícia, Abrão disse que ela estava arrependida e que pretendia se retratar. Segundo o advogado, neste final de semana, a garota recebeu ameaças de estupro, e teve seus dados expostos na internet. Uma prima de 14 anos não pode ir à escola.

De acordo com o delegado Herbert Ferreira, a Polícia Civil tenta identificar outros torcedores. "Além do vídeo, temos também fotos. Vamos ver se amanhã [terça] já conseguimos intimá-la. No máximo até o final dessa semana. O outro torcedor que já identificamos também. Tem mais gente para ser identificada. No depoimento do Aranha, ele foi bem claro ao dizer que várias pessoas o xingaram. Vamos analisar as imagens para saber quem são", afirmou Ferreira.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247