Rebelião popular no Chile leva Conmebol a transferir final da Libertadores de Santiago para Lima

A rebelião popular que há três semanas sacode a capital do Chile, Santiago, com gigantescos protestos populares contra as políticas neoliberais do governo de Sebastián Piñera, fez com que a Conmebol transferisse para Lima, no Peru, a partida final da Copa Libertadores da América, entre o River Plate da Argentina e o Flamengo. O jogo foi marcado para o dia 23 de novembro às 17h00, horário de Brasília

247 - A final da Copa Libertadores da América de 2019, entre River Plate e Flamengo, será disputada no Estádio Monumental de Lima, no Peru. A partida estava marcada para a capital chilena, Santiago, mas foi transferida devido aos protestos populares que ocorrem no Chile há três semanas.  

A decisão foi tomada nesta terça-feira (5), numa reunião organizada pela Conmebol que durou cerca de cinco horas, da qual participaram os presidentes do Flamengo, Rodolfo Landim, e do River Plate, Rodolfo D'Onofrio. Também estavam no encontro os presidentes da CBF, Rogério Caboclo, e da AFA, Claudio Tapia, informa O Globo.  

A capacidade para 80 mil pessoas do Estadio Monumental pesou na escolha. A diferença do horário é de apenas 30 minutos mais cedo se comparado com o que estava definido para Santiago, o que a Conmebol vê como benéfico já que seria um horário interessante para passar na Europa.

Ao vivo na TV 247 Youtube 247