Rede denuncia que mais de 300 PMs estão fora das ruas

Às vésperas do Carnaval, mais de 27 municípios ficaram sem um policial militar a serviço, porque os PMs foram trazidos para Teresina para reforço da segurança no Corso do Zé Pereira; a denúncia foi feita pela Rede de Controle de Gestão Pública do Piauí - o órgão quer a realização de auditoria na folha de pessoal da Polícia Militar

Às vésperas do Carnaval, mais de 27 municípios ficaram sem um policial militar a serviço, porque os PMs foram trazidos para Teresina para reforço da segurança no Corso do Zé Pereira; a denúncia foi feita pela Rede de Controle de Gestão Pública do Piauí - o órgão quer a realização de auditoria na folha de pessoal da Polícia Militar
Às vésperas do Carnaval, mais de 27 municípios ficaram sem um policial militar a serviço, porque os PMs foram trazidos para Teresina para reforço da segurança no Corso do Zé Pereira; a denúncia foi feita pela Rede de Controle de Gestão Pública do Piauí - o órgão quer a realização de auditoria na folha de pessoal da Polícia Militar (Foto: Charles Nisz)

Piauí Hoje - Enquanto faltam policiais militares nas ruas, sobram PMs à disposição de órgãos públicos no Executivo, Legislativo, Judiciário, Ministério Público, Defensoria Pública e Tribunal de Contas do Estado. Às vésperas do Carnaval, mais de 27 municípios ficaram sem um policial militar a serviço, porque os PMs foram trazidos para Teresina para reforço da segurança no Corso do Zé Pereira.

A denúncia foi feita pela Rede de Controle de Gestão Pública do Piauí, formada por órgãos de controle dos gastos públicos, como Polícia Federal, Ministério Público Federal, Controladoria Geral do Estado e da União, Tribunal de Contas do Estado e da União, Denasus, Receita Federal e Advocacia Geral da União. A Rede requer a realização de auditoria na folha de pessoal da Polícia Militar.

Na Assembleia Legislativa, segundo a denúncia, existem pelo menos 150 policiais à disposição, enquanto em 27 municípios do Piauí há um PM à disposição da população nas delegacias.

Em reunião do Pleno, o Tribunal de Contas do Estado aprovou a realização de audiência pública com o secretário de Segurança Pública, Fábio Abreu, e o comandante-geral da PM, coronel Carlos Augusto, para debater o assunto.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247