Reguladores fazem buscas na Amazon do Japão por suspeita de violação antitruste

Citando fontes familiarizadas com o assunto, a agência de notícias Kyodo disse nesta quinta-feira que a varejista online é suspeita de possivelmente pedir aos fornecedores que assumam parte do custo gerado com a venda de seus produtos com desconto pela Amazon Japan.

Reguladores fazem buscas na Amazon do Japão por suspeita de violação antitruste
Reguladores fazem buscas na Amazon do Japão por suspeita de violação antitruste
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

(Reuters) - A unidade da Amazon.com no Japão disse nesta quinta-feira que sofreu buscar do órgão regulador do comércio por suspeita de uma possível violação antitruste.

Um porta-voz da Amazon Japan disse à Reuters que estava cooperando plenamente com a Comissão do Comércio Justo, mas se recusou a elaborar ou comentar detalhes sobre as suspeitas de violação descritas pela mídia local.

Citando fontes familiarizadas com o assunto, a agência de notícias Kyodo disse nesta quinta-feira que a varejista online é suspeita de possivelmente pedir aos fornecedores que assumam parte do custo gerado com a venda de seus produtos com desconto pela Amazon Japan.

O jornal Asahi informou que a empresa pode ter exigido que os fornecedores paguem uma “taxa de colaboração”, calculada com base em uma percentagem do preço de venda do produto.

A Amazon Japan já foi escrutinada pelo órgão regulador. Em uma fiscalização antitruste anterior, a Comissão do Comércio Justo descobriu que a empresa exigia que os fornecedores vendessem seus produtos em várias plataformas para listá-los na Amazon do Japão com um preço igual ou menor.

A Amazon japonesa concordou em abandonar a prática e os reguladores encerraram a investigação em junho do ano passado.

A Comissão do Comércio Justo do Japão se recusou a comentar o caso.

Por Minami Funakoshi e Makiko Yamazaki

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247