Reinaldo pede prisão preventiva de Geddel

O colunista de política da Rede TV, Reinaldo Azevedo, diz que o montante de dinheiro encontrado em apartamento de Salvador é justificativa suficiente para que o Ministério Público peça a prisão preventiva do ex-ministro Geddel Vieira Lima; "É claro que sua prisão preventiva pode ser decretada novamente. Por três motivos: preservação da ordem pública, preservação da ordem econômica, no interesse da instrução criminal', diz o colunista

O colunista de política da Rede TV, Reinaldo Azevedo, diz que o montante de dinheiro encontrado em apartamento de Salvador é justificativa suficiente para que o Ministério Público peça a prisão preventiva do ex-ministro Geddel Vieira Lima; "É claro que sua prisão preventiva pode ser decretada novamente. Por três motivos: preservação da ordem pública, preservação da ordem econômica, no interesse da instrução criminal', diz o colunista
O colunista de política da Rede TV, Reinaldo Azevedo, diz que o montante de dinheiro encontrado em apartamento de Salvador é justificativa suficiente para que o Ministério Público peça a prisão preventiva do ex-ministro Geddel Vieira Lima; "É claro que sua prisão preventiva pode ser decretada novamente. Por três motivos: preservação da ordem pública, preservação da ordem econômica, no interesse da instrução criminal', diz o colunista (Foto: Charles Nisz)

247 - O colunista de política da Rede TV, Reinaldo Azevedo, escreveu em sua coluna que o MPF deveria pedir a prisão do ex-ministro Geddel Vieira Lima. Segundo o colunista, a foto das malas de dinheiro em apartamento usado por Geddel são motivo para justificar a prisão. "Guardar dinheiro em casa, não importa quanto, não é crime. Não pesando contra o dono nenhuma suspeita de irregularidade, não é preciso nem dizer a origem. Ocorre que Geddel está sob investigação, certo?", escreve Reinaldo. 

Preso em 3 de julho, no âmbito da operação “Cui Bono”, que apura pagamento de propina em liberação de empréstimos do FI-FGTS, da CEF, da qual chegou a ser um dos vice-presidentes, Geddel teria recebido R$ 20 milhões em propinas. "É claro que sua prisão preventiva pode ser decretada novamente. Por três motivos: preservação da ordem pública, preservação da ordem econômica, no interesse da instrução criminal', diz o colunista.

"Dadas as acusações que há contra Geddel e considerando que muitos milhares — milhões, sei lá eu — de reais não brotam em apartamento, parece que a preventiva pode se justificar. A menos que o doutor tenha uma razão forte o bastante para manter o aquele arsenal de papel moeda", conclui Reinaldo, ao pedir a prisão do peemedebista. 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247