Renan anuncia convocação da reserva técnica da Polícia Civil

O governador Renan Filho (PMDB) anunciou a convocação de 12 candidatos que foram aprovados no último concurso para o preenchimento de vagas na Polícia Civil; medida só está sendo possível porque houve desistência de recurso judicial, abrindo espaço para a nomeação; "Para convocá-los, precisamos concluir a negociação para conceder o aumento salarial do funcionalismo público. Após este processo, vamos montar o cronograma de acordo com a possibilidade de condições de arcar com esta despesa. Porém, os integrantes da reserva técnica podem ficar tranquilos que espero convocar todos”, disse o governador

O governador Renan Filho (PMDB) anunciou a convocação de 12 candidatos que foram aprovados no último concurso para o preenchimento de vagas na Polícia Civil; medida só está sendo possível porque houve desistência de recurso judicial, abrindo espaço para a nomeação; "Para convocá-los, precisamos concluir a negociação para conceder o aumento salarial do funcionalismo público. Após este processo, vamos montar o cronograma de acordo com a possibilidade de condições de arcar com esta despesa. Porém, os integrantes da reserva técnica podem ficar tranquilos que espero convocar todos”, disse o governador
O governador Renan Filho (PMDB) anunciou a convocação de 12 candidatos que foram aprovados no último concurso para o preenchimento de vagas na Polícia Civil; medida só está sendo possível porque houve desistência de recurso judicial, abrindo espaço para a nomeação; "Para convocá-los, precisamos concluir a negociação para conceder o aumento salarial do funcionalismo público. Após este processo, vamos montar o cronograma de acordo com a possibilidade de condições de arcar com esta despesa. Porém, os integrantes da reserva técnica podem ficar tranquilos que espero convocar todos”, disse o governador (Foto: Voney Malta)

Alagoas 247 - O governador Renan Filho (PMDB) anunciou, na manhã desta quarta-feira (19), a convocação de 12 candidatos que foram aprovados no último concurso para a preenchimento de vagas na Polícia Civil. Segundo ele, a medida somente será possível porque houve desistência de recurso judicial, abrindo espaço para a nomeação. 

Os demais integrantes da chamada reserva técnica da Civil (entre delegados, agentes e escrivães) aguardam ansiosos pelo cumprimento da promessa de serem convocados pela atual gestão. A convocação deve acontecer nos próximos dias.

Questionado sobre este assunto, durante solenidade de ordem de serviço de investimentos da Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal) nos municípios de Traipu e Maceió, Renan Filho reafirmou que há interesse em chamar os concursados, mas que o Estado aguarda estudos que estão sendo feitos para viabilidade.

"Para convocá-los, precisamos concluir a negociação para conceder o aumento salarial do funcionalismo público. Após este processo, vamos montar o cronograma para chamá-los de acordo com a possibilidade de condições de arcar com esta despesa. Porém, os integrantes da reserva técnica podem ficar tranquilos que espero convocar todos eles, já que firmei um compromisso com a Polícia Civil. Sei que a convocação é necessária para reforçar as medidas que já estamos adotando para combate à criminalidade e que já estão dando certo, a exemplo da Força Tarefa de Segurança Pública", comentou o governador.

Ainda sobre este tema, Renan Filho citou a instabilidade financeira vivida pelos brasileiros e a necessidade de os Estados manterem a prudência e a expectativa de medidas a serem adotadas pelo governo federal, após aprovação pelo Congresso Nacional. Ele reafirmou que está concluindo em breve o cronograma de nomeações da reserva técnica da Universidade de Ciências da Saúde de Alagoas (Uncisal).

Terror em Passo de Camaragibe

O governador também comentou o ataque em série no município de Passo de Camaragibe, no Norte de Alagoas, na madrugada desta quarta-feira. Renan Filho disse que foi informado do episódio por volta das 3 horas, manteve contato com a prefeitura e com representantes da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP), mas minimizou o fato. 

"Estamos aos 19 dias de abril e este é o primeiro crime do mês em Alagoas, diferente de outros estados do Nordeste que registram ataques a bancos com mais frequência. Obviamente, que este crime precisa ser combatido com veemência e sugiro que os órgãos federais, associados aos estaduais, investiguem e combatam a venda descabida de dinamites, que tem regras bem definidas e critérios rigorosos", afirma.

Com gazetaweb.com

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247