Renan corta mordomias do Judiciário

A decisão do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), de reduzir despesas da Casa tem repercutido fortemente na imprensa. O Jornal O Globo desta quinta-feira (25) publica nota, na Coluna Panorama Político, onde revela que ministros do STJ usavam apartamentos do Senado sem nada pagar. Pra cortar despesas, Renan Calheiros decidiu suspender o benefício e, aos poucos, com medidas moralizadoras, está reconquistando o respeito da classe política e da mídia.

Renan corta mordomias do Judiciário
Renan corta mordomias do Judiciário
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Alagoas247 - Surpreendendo a todos depois de enfrentar forte turbulência política, o presidente do Senado Renan Calheiros (PMDN-AL), começa a ser elogiado até por quem há pouco tempo o criticava publicamente. Os elogios partem, inclusive, de políticos antes contrários ao seu retorno à Presidência. Até mesmo jornais impressos começam a conceder-lhe um espaço respeitoso.

A frente do Senado tem tomado decisões que têm tido repercussão em outros Poderes, caso do posicionamento quanto à criação de novos Tribunais Federais, além de manter uma forte relação política com o ex-presidente Lula e com a presidente Dilma Rousseff. Sem falar de medidas moralizadoras que têm implicado em redução de custos na Casa.

Como é o caso publicado pelo Jornal O Globo desta quinta-feira, na coluna Panorama Político, que revela a decisão de Renan Calheiros de fazer novos cortes de despesas. Um dos atos já  determinados é a cobrança de taxa de ocupação de apartamentos funcionais que hoje estão sendo usados por outras autoridades que não senadores.

 Ao todo são 72apartamentos do Senado, 21 vêm sendo ocupados por ministros de tribunais superiores. A Mesa decidiu que será cobrada uma taxa mensal que deve gerar uma arrecadação de R$ 2,3 milhões por ano aos cofres do Senado. E em um ano, os imóveis deverão ser retomados.

Leia, abaixo, a nota publicada no O Globo, na Coluna Panorama Político:

Fim da boquinha

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), esteve ontem com o presidente do STJ, Félix Fischer. Foi comunicar que, a partir de Maio, os ministros que ocupam apartamentos funcionais do Senado passarão a pagar aluguel de R$ 8,8 mil. Hoje, eles não pagam nada e, ainda, têm direito a internet, água, luz e segurança.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247