Renan propõe lançar nomes até o fim do mês

No 5º encontro dos partidos da Frente de Oposição em Alagoas, na cidade de Penedo, o senador Renan Calheiros (PMDB) defendeu que o grupo indique até o final deste mês os nomes dos pré-candidatos para as eleições deste ano. Ele lembrou que os alagoanos estão inseridos dentro de uma triste realidade e que o grupo – que reúne 15 partidos políticos – tem nomes capacitados para mudar a realidade atual. A frente de oposição é formada pelo PMDB, PT, PTB, PDT, PCdoB, PTdoB, PV, PRB e PRTB

No 5º encontro dos partidos da Frente de Oposição em Alagoas, na cidade de Penedo, o senador Renan Calheiros (PMDB) defendeu que o grupo indique até o final deste mês os nomes dos pré-candidatos para as eleições deste ano. Ele lembrou que os alagoanos estão inseridos dentro de uma triste realidade e que o grupo – que reúne 15 partidos políticos – tem nomes capacitados para mudar a realidade atual. A frente de oposição é formada pelo PMDB, PT, PTB, PDT, PCdoB, PTdoB, PV, PRB e PRTB
No 5º encontro dos partidos da Frente de Oposição em Alagoas, na cidade de Penedo, o senador Renan Calheiros (PMDB) defendeu que o grupo indique até o final deste mês os nomes dos pré-candidatos para as eleições deste ano. Ele lembrou que os alagoanos estão inseridos dentro de uma triste realidade e que o grupo – que reúne 15 partidos políticos – tem nomes capacitados para mudar a realidade atual. A frente de oposição é formada pelo PMDB, PT, PTB, PDT, PCdoB, PTdoB, PV, PRB e PRTB (Foto: Voney Malta)

Alagoas247 - O senador Renan Calheiros (PMDB) defendeu, durante o 5º encontro da Frente de Oposição ao governo de Alagoas, na cidade de Penedo, na manhã desta sexta-feira (11), que o grupo aponte até o final do mês de abril os nomes dos pré-candidatos do grupo para as eleições deste ano. Tendo em mãos um estudo técnico elaborado pela Fundação Ulysses Guimarães, com mais de 800 páginas, o peemedebista disse que acredita que no documento estão os caminhos necessários para reverter os índices sociais e alçar o estado socioeconomicamente.

De acordo com Calheiros, com o evento desta sexta-feira, o ciclo de discussões chega ao fim, após passar por todas as regiões do estado. Ele lembrou que os alagoanos estão inseridos dentro de uma triste realidade e que o grupo – que reúne 15 partidos políticos – tem nomes capacitados para mudar a realidade atual. A frente de oposição é formada pelo PMDB, PT, PTB, PDT, PCdoB, PTdoB, PV, PRB e PRTB.

"Ao final deste encontro, lançaremos um pacto em prol do desenvolvimento de Alagoas. Não podemos aceitar que a autoestima do alagoano siga em baixa. Existe um caminho. E esse grupo tem os nomes para isso. Acredito que até o final do mês vamos dar publicidade a cada um. Os problemas do estado são agora conhecidos", expressou o senador.

No estudo técnico, a fundação apontou três pontos que impedem o desenvolvimento de Alagoas. Entre os pontos, destaca-se a baixa capacidade de gerar riqueza e fazer crescer o Produto Interno Bruto (PIB) dentro da média regional e no médio prazo. A incapacidade de gerar emprego foi outro ponto colocado pelo estudo, além da fraca capacidade de profissionalizar a mão de obra. O ex-prefeito de Arapiraca, Luciano Barbosa (PMDB), foi o responsável por trazer ao público aos dados.

"Ao contrário do que é dito por aí, existe um caminho para mudanças, para trazer prosperidade para esse estado. Basta sobrevoar o estado Alagoas para observar de cima o potencial turístico, agrícola é outros que não estão sendo aproveitados devidamente. E o resultado disso é a pobreza e violência que tomam contam das cidades. Não é mais aceitável que Alagoas sustente o pior Índice de Desenvolvimento Econômico (IDH) do país", expressou Barbosa.

Com gazetaweb.com

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247