Renan: ‘Temer atrapalha candidatos do MDB’

Crítico de Temer, o senador Renan Calheiros avalia que viabilizá-lo na disputa presidencial, ou alguém indicado por ele, enfraquece o MDB: “o nome de Michel Temer para a reeleição ao Planalto rebaixa as candidaturas do MDB”; cálculo é que mesmo sem se alinhar a Temer, a sigla, que tem 19 senadores, só vai reeleger sete; Renan e senadores do MDB tentam emplacar nome alternativo a Temer e a Meirelles para presidente

Crítico de Temer, o senador Renan Calheiros avalia que viabilizá-lo na disputa presidencial, ou alguém indicado por ele, enfraquece o MDB: “o nome de Michel Temer para a reeleição ao Planalto rebaixa as candidaturas do MDB”; cálculo é que mesmo sem se alinhar a Temer, a sigla, que tem 19 senadores, só vai reeleger sete; Renan e senadores do MDB tentam emplacar nome alternativo a Temer e a Meirelles para presidente
Crítico de Temer, o senador Renan Calheiros avalia que viabilizá-lo na disputa presidencial, ou alguém indicado por ele, enfraquece o MDB: “o nome de Michel Temer para a reeleição ao Planalto rebaixa as candidaturas do MDB”; cálculo é que mesmo sem se alinhar a Temer, a sigla, que tem 19 senadores, só vai reeleger sete; Renan e senadores do MDB tentam emplacar nome alternativo a Temer e a Meirelles para presidente (Foto: Voney Malta)

Alagoas 247 – Crítico severo de Michel Temer, o senador Renan Calheiros (MDB-AL) avalia que qualquer tentativa do grupo palaciano em viabilizar Temer enfraquece o partido. “O nome de Michel Temer para a reeleição ao Planalto rebaixa as candidaturas estaduais do MDB”, diz o senador. Ele calcula que, mesmo sem se alinhar a Temer, o partido, que tem 19 senadores, só vai reeleger sete.

É também por isso que Renan e um grupo de senadores do MDB de Pernambuco, Sergipe, Santa Catarina, Paraná e Goiás, Renan Calheiros tenta emplacar nome alternativo a Temer e a Meirelles para a disputa presidencial.

Em março deste ano Renan Calheiros tornou público o que muitos emedebistas, principalmente de fora do Palácio do Planalto, sussurram em privado: a candidatura à Presidência de Michel Temer, ou de alguém indicado por ele, só tem a atrapalhar o plano do partido de eleger governadores, senadores e deputados. “É a contradição de expor o maior partido a um candidato com 1 por cento nas pesquisas. Essa seria a pior das estratégias eleitorais do MDB”, disse Renan.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247