Robson: 'Pré-candidatura de Zezinho prejudica governo JB'

O deputado estadual Robson Viana (PMDB) criticou nesta sexta-feira (23) a antecipação do debate eleitoral em torno de uma pré-candidatura do secretário estadual da Saúde, Zezinho Sobral, a prefeito de Aracaju; em entrevista que concedeu à rádio Ilha FM, o parlamentar repetiu, pelo menos, seis vezes, que a discussão sobre o nome de Zezinho cria dificuldades para o governo, que enfrenta um momento complicado, em decorrência da crise econômica e dos problemas em setores como Segurança, Educação e Saúde; “No mês da criança, é uma brincadeira tratar deste assunto”, ironizou

O deputado estadual Robson Viana (PMDB) criticou nesta sexta-feira (23) a antecipação do debate eleitoral em torno de uma pré-candidatura do secretário estadual da Saúde, Zezinho Sobral, a prefeito de Aracaju; em entrevista que concedeu à rádio Ilha FM, o parlamentar repetiu, pelo menos, seis vezes, que a discussão sobre o nome de Zezinho cria dificuldades para o governo, que enfrenta um momento complicado, em decorrência da crise econômica e dos problemas em setores como Segurança, Educação e Saúde; “No mês da criança, é uma brincadeira tratar deste assunto”, ironizou
O deputado estadual Robson Viana (PMDB) criticou nesta sexta-feira (23) a antecipação do debate eleitoral em torno de uma pré-candidatura do secretário estadual da Saúde, Zezinho Sobral, a prefeito de Aracaju; em entrevista que concedeu à rádio Ilha FM, o parlamentar repetiu, pelo menos, seis vezes, que a discussão sobre o nome de Zezinho cria dificuldades para o governo, que enfrenta um momento complicado, em decorrência da crise econômica e dos problemas em setores como Segurança, Educação e Saúde; “No mês da criança, é uma brincadeira tratar deste assunto”, ironizou (Foto: Valter Lima)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Sergipe 247 - O deputado estadual Robson Viana (PMDB) criticou nesta sexta-feira (23) a antecipação do debate eleitoral em torno de uma pré-candidatura do secretário estadual da Saúde, Zezinho Sobral, a prefeito de Aracaju. Em entrevista que concedeu à rádio Ilha FM, o parlamentar repetiu, pelo menos, seis vezes, que a discussão sobre o nome de Zezinho cria dificuldades para o governo, que enfrenta um momento complicado, em decorrência da crise econômica e dos problemas em setores como Segurança, Educação e Saúde. “No mês da criança, é uma brincadeira tratar deste assunto”, ironizou.

“Acho natural qualquer filiado do PMDB, seja secretário ou não, querer colocar o nome para ser pré-candidato. Agora, vivemos um momento muito difícil no governo, que é um momento difícil do país, com dificuldades para o pagamento dos servidores, com problemas na Segurança, na Saúde e na Educação, então pergunto: é bom para o governo o lançamento da pré-candidatura de Zezinho neste momento? Não sei que estratégia política é esta. Este é o momento de se ter paciência e de se definir prioridades. A eleição de 2016 é para ser discutida só no próximo ano”, disse.

Robson disse que não quer vetar o nome de ninguém, mas lembrou que ele e o também deputado estadual Garibalde Mendonça obtiveram quase 30 mil votos na capital, o que os coloca em situação mais competitiva no PMDB. “Não quero vetar o nome de ninguém, mas o secretário de Saúde que está fazendo um bom trabalho, já está preocupado com candidatura a prefeito? Não vai criar problemas para o governo?”, questionou.

“Só quero saber se neste momento é importante para o governo pela situação que estamos passando, sem nenhuma perspectiva de melhorar, principalmente numa pasta como a Saúde, se é interessante falar em eleição? Passa a ideia que o governador está preocupado com a eleição e não com os problemas do Estado”, provocou.

Robson prevê que, caso o PMDB se antecipe à discussão eleitoral e opte pelo nome de Zezinho, haverá uma rebelião de aliados. “O que já ouvi no agrupamento não foi bom para o governo. Não quer dizer que Zezinho não coloque o nome dele no próximo ano, mas nesta conjuntura politica só vai criar dificuldades para o governador”, repetiu.

Reclamação de JB

Segundo o deputado, o governador teria se queixado com ele sobre visitas que estaria recebendo de aliados para discutir questões eleitorais. O governador Jackson Barreto foi submetido a uma cirurgia no pé e encontra-se afastado da administração para recuperação.

“Estive com o governador na quarta-feira. Respeito o momento dele, a saúde dele, não falo com ele sobre política, nem levo problemas para ele. Mas ele tem reclamado de visitas que só vão a casa dele se preocupando com as eleições”, relatou. “Não é o momento para falar de política. Jackson já disse que não é mais candidato a nada, ele só é candidato a fazer um bom governo – e é isso que os sergipanos esperam dele. Está se criando dificuldades para o governador sem necessidade”, reclamou.

Vários candidatos

Robson Viana comentou que o bloco de partidos que dá sustentação ao governo JB já enfrenta a dificuldade da existência de várias pré-candidaturas, como as de Edvaldo Nogueira (PC do B), Valadares Filho (PSB), Ana Lúcia (PT), além da possibilidade de um nome do PMDB.

“A gente tem que focar no governo, pois lançar uma pré-candidatura agora tira o foco. Já tem uma dificuldade no governo, que é o fato de ter vários candidatos”, frisou. “O que tem se colocado é que são as pré-candidaturas de Edvaldo e Valadares Filho, a reeleição de João, o PT ainda discutindo, e o PMDB ainda discutindo”, disse. “Na hora certa, o nosso líder vai chamar para conversar, ouvir o partido e definir”, frisou.

Questionado se não aceitará o nome de Zezinho, caso ele seja o escolhido, Robson recuou: “Não é que eu não aceite, não vou vetar, mas neste momento não é bom para o governo lançar este nome”, disse. 

No caso de não haver candidatura própria, Robson Viana deixou subentendido que poderia ser favorável ao apoio do PMDB à tentativa de reeleição do prefeito João Alves Filho (DEM). “Na eleição passada, a gente foi procurar o apoio de João, Valadares também foi. Eu mesmo tentei, então agora João pode procurar o apoio do PMDB. No ano passado, buscamos o apoio de João para Maria ser a vice de JB”, disse.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247