Rodoviários e bancários aderem à 'paralisação nacional' em Salvador

Os ônibus coletivos de Salvador e das cidades que compõem a região metropolitana só começarão a circular a partir das 8h, e as agências bancárias só abrirão ao público a partir das 12h nesta sexta-feira; as duas categorias anunciaram nesta tarde que decidiram aderir à 'paralisação geral' organizada pelas maiores centras sindicais do País contra a PEC (proposta de emenda à Constituição) que limita pelos próximos 20 anos os gastos públicos, incluindo áreas como saúde e educação; a matéria já foi aprovada na Câmara dos Deputados e tramita no Senado, onde a votação deve acontecer até o final deste mês

Os ônibus coletivos de Salvador e das cidades que compõem a região metropolitana só começarão a circular a partir das 8h, e as agências bancárias só abrirão ao público a partir das 12h nesta sexta-feira; as duas categorias anunciaram nesta tarde que decidiram aderir à 'paralisação geral' organizada pelas maiores centras sindicais do País contra a PEC (proposta de emenda à Constituição) que limita pelos próximos 20 anos os gastos públicos, incluindo áreas como saúde e educação; a matéria já foi aprovada na Câmara dos Deputados e tramita no Senado, onde a votação deve acontecer até o final deste mês
Os ônibus coletivos de Salvador e das cidades que compõem a região metropolitana só começarão a circular a partir das 8h, e as agências bancárias só abrirão ao público a partir das 12h nesta sexta-feira; as duas categorias anunciaram nesta tarde que decidiram aderir à 'paralisação geral' organizada pelas maiores centras sindicais do País contra a PEC (proposta de emenda à Constituição) que limita pelos próximos 20 anos os gastos públicos, incluindo áreas como saúde e educação; a matéria já foi aprovada na Câmara dos Deputados e tramita no Senado, onde a votação deve acontecer até o final deste mês (Foto: Romulo Faro)

Bahia 247 - Os ônibus coletivos de Salvador e das cidades que compõem a região metropolitana só começarão a circular a partir das 8h, e as agências bancárias só abrirão ao público a partir das 12h nesta sexta-feira (11). As duas categorias anunciaram nesta tarde que decidiram aderir à 'paralisação geral' organizada pelas maiores centras sindicais do País contra a PEC (proposta de emenda à Constituição) que limita pelos próximos 20 anos os gastos públicos, incluindo áreas como saúde e educação.

A matéria já foi aprovada na Câmara dos Deputados e tramita no Senado, onde a votação deve acontecer até o final deste mês.

"Esperamos que tudo corra bem para que nós possamos prosseguir com o trabalho a partir das 8h. Caso haja alguma situação sobre falta de segurança para os rodoviários há a possibilidade de estender esse horário", disse ao Bahia Notícias o diretor de comunicação do Sindmetro (rodoviários), Sérgio Saludo.

Em nota publicada em seu site oficial, o Sindicato dos Bancários na Bahia diz que "a proposta coloca em risco os programas sociais que tiraram mais de 30 milhões da extrema pobreza desde 2003 e também inibe o aumento real do salário mínimo, referência para mais de 48 milhões de pessoas no país. Diante das ameaças, ao trabalhador só resta tomar as ruas e reagir", diz o texto.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247