Rui vai ao DF reclamar de regra que dificulta empréstimos

O prefeito Rui Palmeira (PSDB) anunciou que vai a Brasília para tentar reverter mudanças nos critérios do Tesouro Nacional que impedem Maceió de adquirir empréstimos programados para investimentos; segundo ele, a classificação da capital, e de várias outras cidades, foi alterada, o que tem dificultado a obtenção de recursos, como para o programa Nova Maceió; o prefeito também afirmou que só no prazo máximo de desincompatibilização, 7 de abril, vai anunciar se será candidato ao governo de Alagoas

Ib Breda - Secretário de Infraestrutura Foto:Marco Antônio/Secom Maceió
Ib Breda - Secretário de Infraestrutura Foto:Marco Antônio/Secom Maceió (Foto: Voney Malta)

Por Eduardo Almeida e Larissa Bastos/Gazetaweb - O prefeito Rui Palmeira (PSDB) disse, nesta sexta-feira (2), que vai a Brasília na próxima semana para tentar reverter mudanças nos critérios do Tesouro Nacional que vêm impedindo Maceió de adquirir os empréstimos programados para investimentos na capital. Segundo ele, a classificação da capital alagoana, assim como de várias outras cidades, foi alterada, o que tem dificultado a obtenção de recursos para investimentos, como o programa Nova Maceió. 

"Semana que vem devemos ir a Brasília novamente pedindo apoio político para reverter essa decisão. Não é justo com essas cidades. Tudo bem que se queira mudar critério, mas que seja daqui para frente. A gente ser prejudicado num trabalho que já vem há quatro anos é injusto", disse.

Palmeira afirmou, porém, que a administração recebeu um e-mail autorizando, até 2019, a realização do projeto de revitalização da orla lagunar, que vai utilizar parte do dinheiro dos empréstimos. "Infelizmente hoje estamos no Tesouro Nacional aguardando pela autorização", apontou.

Eleições

Durante o lançamento do projeto de reflorestamento do antigo lixão de Maceió, o prefeito também falou sobre política, mas afirmou que só no prazo máximo de descompatibilização, 7 de abril, vai anunciar se será candidato ao Governo do Estado. Nomes para o Senado, de acordo com ele, também não estão definidos. 

"O prazo é dia 7 de abril e vou esgotar ao máximo o prazo. Não tem que ter aperreio, angústia. Se meu prazo é 7 de abril, vamos esgotar até lá. Não temos definições do nome do governo, quem serão os dois candidatos ao Senado, quem será vice. Tem muita coisa para ser conversada ainda".

Sobre a possibilidade de Rodrigo Cunha ser seu vice, ele disse apenas que o deputado estadual era um "grande quadro". "Ele tem condições de disputar qualquer cargo majoritário. Acredito que será um dos fortes nomes ao nosso lado na disputa. Em relação a vice, não discutimos com Rodrigo e nem com nenhuma outra força".

Rui Palmeira ressaltou ainda os apoios angariados até agora. "Temos um grupo muito forte com DEM, PR, PP, Pros. É um grupo que está fechado e vamos trabalhar para, num prazo muito curto, já que só faltam 30 dias, anunciar quem serão nossos candidatos tanto ao Senado quanto ao governo".

Chuvas e wi-fi

O prefeito comentou a possibilidade de os ônibus de Maceió contarem com wi-fi. De acordo com ele, é preciso saber de onde sairão os recursos para que isso aconteça. Ele também criticou o serviço prestado na capital e, diante disso, classificou como cara a passagem cobrada.

"Gostaria muito que todos os ônibus tivessem wi-fi, ar-condicionado, mas isso vai impactar na tarifa. É isso que temos que ver, pois já há uma discussão muito forte em torno da tarifa. Concedemos um reajuste de 3,65 e é uma tarifa cara para o serviço prestado", disse. "Acho o wi-fi positivo, mas precisamos saber de onde vai sair o recurso". 

Já com relação à quadra chuvosa ele destacou que a Prefeitura vem se preparando para o período, em especial com a realização de obras custeadas pelos R$ 24 milhões repassados pelo governo federal. Até agora, apenas a do Murilópolis foi autorizada.

"Diversas dessas obras vamos iniciar antes da quadra chuvosa. Infelizmente, o governo federal só autorizou a obra do Murilópolis de forma emergencial e todas as outras precisamos abrir licitação. Isso leva tempo, mas estamos finalizando os processos de dez grandes obras de contenção em diversos pontos da cidade".

Antigo lixão

O prefeito participou nesta manhã do lançamento de um projeto para reflorestar a área do antigo lixão, localizado em Cruz das Almas. O local abrigou, por mais de 40 anos, os resíduos sólidos produzidos na capital e agora será feito o plantio de árvores de grande porte, como Ipês, Eucalipto e Pau-Brasil.

"É uma área privilegiada e que durante 40 anos recebeu todo o lixo da cidade de Maceió. Hoje estamos fazendo o reflorestamos e nossa ideia é que num futuro próximo isso seja um parque. Essa é uma região que está crescendo muito e as pessoas poderão vir aqui admirar a vista, fazer caminhadas".

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247