Sampaio é afastado e fica com bens indisponíveis

Cartorário, que está novamente fora do comando do 1º Tabelionato de Protesto e Registro de Títulos e Documentos e Civil de Pessoas Jurídicas de Goiânia, teve patrimônio sequestrado até o limite de R$ 15,9 milhões; sentença foi prolatada em ação civil pública por ato de improbidade administrativa, na qual o Ministério Público alegou que Maurício Sampaio teria obtido “vantagem patrimonial de grande vulto no exercício irregular do cargo de tabelião”

Assunto: Saída Mauricio Sampaio
Editoria: Cidades
Fotógrafo: Renan Accioly
Local: CPP
Data:28/02/13
Na foto Mauricio Sampaio deixa a CPP
Assunto: Saída Mauricio Sampaio Editoria: Cidades Fotógrafo: Renan Accioly Local: CPP Data:28/02/13 Na foto Mauricio Sampaio deixa a CPP (Foto: Realle Palazzo-Martini)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

TJ-GO_ O juiz Fernando de Mello Xavier, respondendo pela 1ª Vara da Fazenda Pública Estadual de Goiânia, concedeu liminar na qual decretou a indisponibilidade dos bens do cartorário Maurício Borges Sampaio até o limite de R$ 15.930.848,79 e determinou o afastamento cautelar dele do 1º Tabelionato de Protesto e Registro de Títulos e Documentos e Civil de Pessoas Jurídicas de Goiânia.

A indisponibilidade alcança, principalmente, os bens imóveis de Sampaio.

A medida foi pleiteada em ação civil pública por ato de improbidade administrativa, na qual o Ministério Público estadual (MP) alegou que Maurício Sampaio teria obtido vantagem patrimonial de grande vulto no exercício irregular do cargo de tabelião daquela serventia extrajudicial.

A decisão foi publicada nesta segunda-feira (19), mesmo dia em que o desembargador Fausto Moreira Diniz, por sua vez, revogou decisão anterior que reintegrara Maurício Sampaio à titularidade do tabelionato. O novo posicionamento restaura a situação anterior, em que a serventia estava sob intervenção. (Texto: Patrícia Papini - Centro de Comunicação Social do TJGO)

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email