Secretário admite necessidade de tropas federais no Piauí

O secretário de Estado da Segurança Pública, deputado federal Fábio Abreu (PTB), vai conversar com o governador do Piauí, Wellington Dias, para convencê-lo da necessidade de tropas federais auxiliando as forças de seguranças que atuam no estado, para garantir a normalidade antes, durante e depois do pleito eleitoral; Comando Geral da Polícia Militar pretende colocar pelo menos um PM por seção eleitoral; serão disponibilizados 1.476 policiais militares para atuarem no interior

O secretário de Estado da Segurança Pública, deputado federal Fábio Abreu (PTB), vai conversar com o governador do Piauí, Wellington Dias, para convencê-lo da necessidade de tropas federais auxiliando as forças de seguranças que atuam no estado, para garantir a normalidade antes, durante e depois do pleito eleitoral; Comando Geral da Polícia Militar pretende colocar pelo menos um PM por seção eleitoral; serão disponibilizados 1.476 policiais militares para atuarem no interior
O secretário de Estado da Segurança Pública, deputado federal Fábio Abreu (PTB), vai conversar com o governador do Piauí, Wellington Dias, para convencê-lo da necessidade de tropas federais auxiliando as forças de seguranças que atuam no estado, para garantir a normalidade antes, durante e depois do pleito eleitoral; Comando Geral da Polícia Militar pretende colocar pelo menos um PM por seção eleitoral; serão disponibilizados 1.476 policiais militares para atuarem no interior (Foto: Leonardo Lucena)

Do Piauí Hoje - O secretário de Estado da Segurança Pública, deputado federal Fábio Abreu (PTB), vai conversar com o governador do Piauí, Wellington Dias, para convencê-lo da necessidade de tropas federais auxiliando as forças de seguranças que atuam no estado, para garantir a normalidade antes, durante e depois do pleito eleitoral.

O Comando Geral da Polícia Militar pretende colocar pelo menos um PM por seção eleitoral. Ao todo, serão disponibilizados 1.476 policiais militares para atuarem no interior. Policiais civis também vão atuar atendendo às demandas do Ministério Público e do Judiciário, além das ocorrências relacionadas a crimes comuns.

O Tribunal Superior Eleitoral rejeitou o pedido de forças federais para 139 cidades do Piauí. O argumento teria sido o ofício encaminhado ao TSE pelo governador Wellington Dias, assegurando que o Estado daria todas as garantias para a tranquilidade das eleições.

Fábio Abreu participou da reunião na sede do Tribunal Regional Eleitoral, no Centro de Teresina, que detalhou o plano de segurança para as eleições 2016. Presentes, representantes das polícias Civil, Militar, Federal e Rodoviária Federal e do Exército, nesta quarta-feira (22), na sede do Tribunal Regional Eleitoral.

“Vou conversar com ele (Wellington Dias) porque acredito que esse apoio seja necessário. Até porque o policiamento do Estado não substitui o trabalho das tropas. Se não for possível, vamos fazer nosso papel e todas as providências serão tomadas pela segurança do Piauí, independente de apoio e reforço, atenderemos a todas as demandas”, argumenta o secretário.

 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247