Secretário de Doria se nega a assinar sanção de viaduto Dona Marisa

O secretário interino de governo da Prefeitura de São Paulo, Milton Flávio, se negou a assinar documento com a sanção da lei que deu o nome da ex-primeira-dama Marisa Letícia a um viaduto da capital paulista; "Se não tivesse falecido, ela estaria condenada junto com o Lula. Ela não merece a homenagem", disse o secretário de Doria; a obra será inaugurada no dia 3 de janeiro 

Santo André- SP- Brasil- 15/08/2016- Ex-presidente Lula e sua esposa Marisa Letícia durante encontro das mulheres e militantes que marca os 10 anos da lei Maria da Penha, na Casa Portugal. Foto: Heinrich Aikawa/ Instituto Lula
Santo André- SP- Brasil- 15/08/2016- Ex-presidente Lula e sua esposa Marisa Letícia durante encontro das mulheres e militantes que marca os 10 anos da lei Maria da Penha, na Casa Portugal. Foto: Heinrich Aikawa/ Instituto Lula (Foto: Aquiles Lins)

SP 247 - O secretário interino de governo da Prefeitura de São Paulo, Milton Flávio, se negou a assinar documento com a sanção da lei que deu o nome da ex-primeira-dama Marisa Letícia a um viaduto da capital paulista.

"Se não tivesse falecido, ela estaria condenada junto com o Lula. Ela não merece a homenagem", disse o secretário de Doria, segundo a Coluna do Estadão.

O prefeito em exercício de São Paulo, Milton Leite (DEM), sancionou nesta sexta-feira, 29, o projeto aprovado pela Câmara de Vereadores que dá o nome de Dona Marisa Letícia, mulher do ex-presidente Lula, a um viaduto no bairro de Santo Amaro, zona sul da capital paulista.

A obra será inaugurada no dia 3 de janeiro.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247