Secretário diz ter vergonha da educação de São Paulo

Declaração de Herman Voorwald foi dada em defesa do polêmico processo de reorganização dos ciclos da rede estadual do governo Geraldo Alckmin (PSDB), que irá fechar 92 escolas: "A minha única preocupação é que esses jovens tenham uma melhor educação. Eu tenho vergonha, enquanto secretário do Estado da Educação, dos resultados que o Estado de São Paulo, que esse país apresenta, e que o Estado de São Paulo apresenta. Não é possível que a sociedade se conforme com isso"

Declaração de Herman Voorwald foi dada em defesa do polêmico processo de reorganização dos ciclos da rede estadual do governo Geraldo Alckmin (PSDB), que irá fechar 92 escolas: "A minha única preocupação é que esses jovens tenham uma melhor educação. Eu tenho vergonha, enquanto secretário do Estado da Educação, dos resultados que o Estado de São Paulo, que esse país apresenta, e que o Estado de São Paulo apresenta. Não é possível que a sociedade se conforme com isso"
Declaração de Herman Voorwald foi dada em defesa do polêmico processo de reorganização dos ciclos da rede estadual do governo Geraldo Alckmin (PSDB), que irá fechar 92 escolas: "A minha única preocupação é que esses jovens tenham uma melhor educação. Eu tenho vergonha, enquanto secretário do Estado da Educação, dos resultados que o Estado de São Paulo, que esse país apresenta, e que o Estado de São Paulo apresenta. Não é possível que a sociedade se conforme com isso" (Foto: Roberta Namour)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O secretário de Educação de São Paulo, Herman Voorwald, afirmou nesta quarta-feira (25) que tem "vergonha dos resultados [de educação] de SP", em entrevista à rádio CBN.

A declaração foi dada em defesa do polêmico processo de reorganização dos ciclos da rede estadual do governo Geraldo Alckmin (PSDB), que irá fechar 92 escolas.

"A minha única preocupação é que esses jovens tenham uma melhor educação. Eu tenho vergonha, enquanto secretário do Estado da Educação, dos resultados que o Estado de São Paulo, que esse país apresenta, e que o Estado de São Paulo apresenta. Não é possível que a sociedade se conforme com isso".

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247