Secretário: finanças da prefeitura estão o caos

Em entrevista ao jornal O Popular, secretário de Finanças desabafa e afirma que omitiram a realidade para o prefeito Paulo Garcia; Caio Peixoto diz que cortes vão atingir folha de pagamento e até prestação de serviços públicos; gastos com pessoal estão no limite e secretário afirma que sua principal função na secretaria atualmente é receber cobrador

cairo e paulo garcia
cairo e paulo garcia (Foto: José Barbacena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Goiás247 - A situação financeira da prefeitura de Goiânia é caótica. Quem diz é o próprio secretário de Finanças do Município, Cairo Peixoto. O auxiliar do prefeito Paulo Garcia (PT) concedeu entrevista reveladora ao jornal O Popular. Ele diz que os cortes de benefícios aos servidores serão inevitáveis e ainda culpa o antecessor pela atual situação.

“Me deparei com essa situação. Não esperava que estivesse assim. Quiseram fazer média com o prefeito e acho que não contaram a real situação”, disse Cairo à repórter Márcia Abreu. O ex-secretário era Reinaldo Barreto, que deixou o cargo após a reforma administrativa no começo deste ano.

Cairo Peixoto afirma que sua principal função atualmente é receber cobrador e faz alerta de que a o tesouro municipal não suporta mais a folha de pagamento. Os vereadores de oposição afirmam que um dos motivos para o inchaço na folha é o excesso de servidores comissionados que, segundo eles, o prefeito não consegue exonerar.

Os cortes devem atingir até serviços como limpeza urbana, manutenção de sinaleiros, energia de poste e outros. Só assim, diz Cairo, a prefeitura vai se organizar financeiramente.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email