Secretário: sobretaxa na conta de água poderá ser descartada

Diante de uma estabilização nos níveis dos reservatórios de água de Minas Gerais nos últimos 30 dias, o secretário de Transportes e Obras Públicas, Murilo Valadares, trabalha com a hipótese de ser descartada a sobretaxa na cobrança da Copasa, que seria implantada para quem não economizasse no consumo; o governo deverá decidir se a medida será implantada no início de junho; "Existe essa possibilidade, mas ainda estamos avaliando. Temos vários profissionais acompanhando a situação e discutindo para ver se realmente será necessário"

Diante de uma estabilização nos níveis dos reservatórios de água de Minas Gerais nos últimos 30 dias, o secretário de Transportes e Obras Públicas, Murilo Valadares, trabalha com a hipótese de ser descartada a sobretaxa na cobrança da Copasa, que seria implantada para quem não economizasse no consumo; o governo deverá decidir se a medida será implantada no início de junho; "Existe essa possibilidade, mas ainda estamos avaliando. Temos vários profissionais acompanhando a situação e discutindo para ver se realmente será necessário"
Diante de uma estabilização nos níveis dos reservatórios de água de Minas Gerais nos últimos 30 dias, o secretário de Transportes e Obras Públicas, Murilo Valadares, trabalha com a hipótese de ser descartada a sobretaxa na cobrança da Copasa, que seria implantada para quem não economizasse no consumo; o governo deverá decidir se a medida será implantada no início de junho; "Existe essa possibilidade, mas ainda estamos avaliando. Temos vários profissionais acompanhando a situação e discutindo para ver se realmente será necessário" (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Minas 247 - Diante de uma estabilização nos níveis dos reservatórios de água de Minas Gerais nos últimos 30 dias, o secretário de Transportes e Obras Públicas, Murilo Valadares, trabalha com a hipótese de ser descartada a sobretaxa na cobrança da Copasa, que seria implantada para quem não economizasse no consumo. O governo deverá decidir se a medida será implantada no início de junho.

"Existe essa possibilidade, mas ainda estamos avaliando. Temos vários profissionais acompanhando a situação e discutindo para ver se realmente será necessário. Até o início de junho isso será decidido", disse Valadares. As informações são do Estado de Minas.

O portal Copasa Transparente atualizou, nesta sexta-feira (8), os índices dos reservatórios mineiros. O sistema Paraopeba, que é formado pelos reservatórios Rio Manso, Serra Azul e Vargem das Flores, tem no momento 39% de sua capacidade.

Este foi o segundo mês consecutivo que o Sistema Paraopeba apresenta seu melhor índice (39%), desde o mês de novembro do ano passado, quando o volume passou de 40,1% em outubro para 35%. O índice dos reservatórios do estado havia caído de forma significativa, chegando a 29,9% em fevereiro de 2015.

A Agência Reguladora de Serviços de Abastecimento de Água e de Esgotamento Sanitário de Minas (Arsae-MG) inicia, na próxima semana, as consultas públicas com os modelos de cobrança da tarifa extra. A medida foi solicitada pela Copasa com o objetivo de conter o aumento do consumo em 16 municípios da região metropolitana, entre eles Belo Horizonte, Contagem e Betim.

 

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247