Sem adiamento, Aécio teria sido mandado para prisão domiciliar

Ao perceber que poderia sair derrotada do plenário do Supremo, a defesa do senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG) adotou uma estratégia de última hora e trabalhou para adiar a decisão sobre o pedido de prisão do tucano; advogados que acompanharam a sessão da 1ª turma do STF ontem saíram com a certeza de que, não fosse o adiamento, Aécio Neves seria mandado para a prisão domiciliar, como a irmã; um importante advogado resume: se tivesse certeza de que a prisão seria negada, não traria para adiar"

aecio
aecio (Foto: Giuliana Miranda)

Minas 247 - Uma estratégia de última hora da defesa do senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG) adiou a decisão do STF sobre pedido de prisão dele e de retomada do mandato.

O criminalista Alberto Toron recorreu da decisão do relator, ministro Marco Aurelio, que se pocisionou na semana passada contra levar os dois agravos para o plenário da Corte. O próprio Marco Aurélio é quem vai deliberar novamente sobre o assunto.

Advogados que acompanharam a sessão da 1ª turma do STF ontem saíram com a certeza de que, não fosse o adiamento, Aécio Neves seria mandado para a prisão domiciliar, como a irmã;
 
Um importante advogado resume: se tivesse certeza de que a prisão seria negada, não traria para adiar".
 
As informações são da Coluna do Estadão.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247