Sem dificuldades, Brasil derrota Gabão por 2 a 0

Em seu teste mais fcil na Era Mano Menezes, seleo brasileira no teve dificuldades para superar o frgil adversrio

Sem dificuldades, Brasil derrota Gabão por 2 a 0
Sem dificuldades, Brasil derrota Gabão por 2 a 0 (Foto: Rafael Ribeiro / CBF)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Em seu teste mais fácil na Era Mano Menezes, a seleção brasileira não teve dificuldades para superar a frágil equipe do Gabão, por 2 a 0, nesta quinta-feira, na capital Libreville. Com um time misto, o Brasil contou com vacilos da defesa anfitriã para fazer valer sua superioridade diante da seleção número 68 do ranking da Fifa. Sandro e Hernanes marcaram os gols brasileiros, ambos no primeiro tempo.

O amistoso, que marcou a inauguração do Estádio Nacional de Libreville, foi marcado por um blecaute momentos antes do apito inicial. A falta de luz atrasou o início da partida em 18 minutos. Com a bola rolando, os jogadores sofreram com o péssimo estado do gramado, que receberá jogos da Copa Africana de Nações em 2012 - Gabão dividirá a sede com Guiné Equatorial.

O penúltimo amistoso da seleção neste ano contou mais uma vez com uma equipe mista. Mano aproveitou a ausência dos jogadores que atuam no Brasil, poupados para a reta final do Brasileirão, para fazer novos testes. O lateral Alex Sandro e os atacantes Kléber e Willian foram os estreantes do dia. Ao todo, o treinador já testou 63 jogadores desde que assumiu o cargo.

Diante da fragilidade da equipe da casa, a equipe mista do Brasil não teve problemas para se impor em campo nesta quinta. A primeira boa chance de gol surgiu logo aos 5 minutos, em jogada de Jonas e Adriano pela esquerda. O goleiro Ebang defendeu o forte chute do lateral.

Sem fazer esforço, a seleção aproveitou um vacilo da defesa africana para abrir o placar aos 11 minutos. Após escanteio na área, o goleiro desviou mal a bola na pequena área, a zaga bateu cabeça e Sandro se antecipou para mandar de sola para as redes.

O segundo gol quase saiu aos 23, em lance individual de Hernanes. Ele arrancou em velocidade pelo meio, surpreendeu a zaga e finalizou por cobertura, por cima do travessão. O meia, porém, se redimiu aos 34. Após chute de Jonas, de fora da área, Hernanes aproveitou rebote de Ebang e cabeceou para o fundo do gol.

Mesmo com limitações na defesa e pouco domínio no meio-campo, o Gabão criou boas oportunidades para diminuir o placar. Aos 32, Malinda cobrou falta com perigo, Diego Alves desviou mal, e a bola acertou o travessão. Jogador mais habilidoso do time da casa, Aubameyang ameaçou em boa jogada pela esquerda. Ele investiu pela linha de fundo e bateu forte, dando trabalho para o goleiro brasileiro.

Embalado pelo crescimento no fim da primeira etapa, os donos da casa mantiveram o ritmo depois do intervalo e equilibraram o duelo. Mas, mesmo na base da empolgação, o Gabão quase não ameaçou o gol de Diego Alves. Do outro lado, a seleção reduziu o ritmo, satisfeita com a vantagem no placar.

Mano se mostrou mais preocupado com as mudanças no time. Além de Alex Sandro, Willian e Kléber, entraram em campo Lucas Leiva, Dudu e Thiago Silva, em uma substituição inesperada, por conta do cansaço de Elias.

As alterações deixaram o time mais lento, com menos criação no meio-campo. Nas poucas boas chances de gol, Bruno Cesar levou perigo ao arriscar de longe, por cobertura, aos 3 minutos. O ex-jogador do Corinthians também ameaçou em jogada individual pela esquerda que culminou em uma bola no travessão.

A seleção volta a campo na próxima segunda-feira para fazer seu último jogo do ano. O adversário será o Egito, em Doha, no Catar às 15 horas (de Brasília).

Ficha Técnica:

Gabão 0 x 2 Brasil

Gabão - Ebang; Moundounga, Ebanega, Manga, Moussono; Palun (Moubamba), Biyogho (Mbanangoye), Malinda, Mouloungui (Nguema); Aubameyang e Meye (Cousin). Técnico: Gernot Rohr.

Brasil - Diego Alves; Fábio (Alex Sandro), Luisão, David Luiz e Adriano; Sandro (Lucas Leiva), Elias (Thiago Silva), Hernanes e Bruno Cesar (Willian); Jonas (Dudu) e Hulk (Kléber). Técnico: Mano Menezes.

Gols - Sandro, aos 11, e Hernanes, aos 34 minutos do primeiro tempo.

Cartões amarelos - Moussono, Mbanangoye (Gabão); Adriano (Brasil).

Árbitro - Victor Hlungwani (África do Sul).

Renda e público - Não disponíveis.

Local - Estádio Nacional de Libreville, em Libreville (Gabão).

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email