Semace apresenta Resolução sobre reuso da água

O secretário de Meio Ambiente do Ceará, Artur Bruno, apresentou ontem, na sede da Federação das Indústrias, para representantes de fábricas da Região Metropolitana de Fortaleza, a Resolução nº 02, do Conselho Estadual do Meio Ambiente que trata do reuso da água e da gestão do lançamento de efluentes líquidos

O secretário de Meio Ambiente do Ceará, Artur Bruno, apresentou ontem, na sede da Federação das Indústrias, para representantes de fábricas da Região Metropolitana de Fortaleza, a Resolução nº 02, do Conselho Estadual do Meio Ambiente que trata do reuso da água e da gestão do lançamento de efluentes líquidos
O secretário de Meio Ambiente do Ceará, Artur Bruno, apresentou ontem, na sede da Federação das Indústrias, para representantes de fábricas da Região Metropolitana de Fortaleza, a Resolução nº 02, do Conselho Estadual do Meio Ambiente que trata do reuso da água e da gestão do lançamento de efluentes líquidos (Foto: Fatima 247)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Ceará 247 - O secretário de Meio Ambiente do Ceará, Artur Bruno, apresentou ontem, na sede da Federação das Indústrias, para representantes de fábricas da Região Metropolitana de Fortaleza, a Resolução nº 02, do Conselho Estadual do Meio Ambiente que trata do reuso da água e da gestão do lançamento de efluentes líquidos. Segundo o secretário, a resolução "é muito importante, por tratar de duas questões, o reuso e o lançamento, num momento em que o estado, mesmo com chuvas, tem apenas 8,5% de água em seus reservatórios e o maior deles, o Castanhão, tem apenas 6%".

A Resolução nº 02 foi elaborada pela Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace), ao longo de um ano de estudos que consideram variáveis econômicas, climáticas e ambientais específicas do Ceará. A Semace passa a fiscalizar o cumprimento da norma, em empreendimentos já licenciados ou em operação e nos que pedirem o licenciamento prévio. Qualquer empreendimento privado ou público com potencial poluidor degradador (PPD) terá de se adaptar às novas regras, ao tratar a água utilizada, seja para reutilizá-la no processo produtivo ou na irrigação, seja para lançá-la na rede coletora da Cagece, num rio ou no solo.

A Resolução nº 02 traz três avanços em relação ao desenvolvimento econômico com sustentabilidade ambiental. Primeiro, consolida o teor de três Portarias anteriores, dando mais clareza à norma e reduzindo as possíveis brechas de interpretação. Segundo, atualiza a normatização do reuso, já que duas das Portarias tinham 15 anos de vigência - eram de um tempo em que o Ceará contava com menos indústrias e plantas com menor PPD. E terceiro, amplia a cobertura da norma, incluindo, por exemplo, parâmetros fisicoquímicos para o lançamento de efluentes no solo, em períodos de seca.

A Resolução tem 56 artigos organizados em cinco capítulos, que tratam das definições, das condições e padrões de lançamento e de reuso, e da gestão de efluentes. A resolução pode ser acessada no Diário Oficial do Estado, do dia 21 de fevereiro de 2017.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247