Senadores aprovam instalação de bloqueadores de celular em presídios

Projeto de Lei de autoria de Eunício Oliveira (MDB-CE) que torna obrigatória a instalação de aparelhos que bloqueiam o sinal de celular nos presídios do País foi aprovado por unanimidade no Senado, nesta quarta-feira (7). “O Senado da República está dando uma resposta efetiva à sociedade no combate à violência. Nós estamos no caminho certo”, disse o presidente da Casa

Projeto de Lei de autoria de Eunício Oliveira (MDB-CE) que torna obrigatória a instalação de aparelhos que bloqueiam o sinal de celular nos presídios do País foi aprovado por unanimidade no Senado, nesta quarta-feira (7). “O Senado da República está dando uma resposta efetiva à sociedade no combate à violência. Nós estamos no caminho certo”, disse o presidente da Casa
Projeto de Lei de autoria de Eunício Oliveira (MDB-CE) que torna obrigatória a instalação de aparelhos que bloqueiam o sinal de celular nos presídios do País foi aprovado por unanimidade no Senado, nesta quarta-feira (7). “O Senado da República está dando uma resposta efetiva à sociedade no combate à violência. Nós estamos no caminho certo”, disse o presidente da Casa (Foto: Rodrigo Rocha)

Ceará 247 - Ao anunciar, durante a Sessão do Plenário desta quarta-feira (7), a aprovação unânime do Projeto de Lei do Senado (PLS) 32/2018, que torna obrigatória a instalação nos presídios do país de aparelhos que bloqueiam o sinal de celular, o presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE), disse que não podemos mais aceitar que bandidos comandem ações criminosas de dentro dos presídios.

“O Senado da República está dando uma resposta efetiva à sociedade no combate à violência. Nós estamos no caminho certo”, disse Eunício.

O PLS 32/2018, de autoria do presidente do Senado, Eunício Oliveira, foi aprovado em regime de urgência e seguiu para análise da Câmara dos Deputados, prevê a aplicação dos recursos do Fundo Penitenciário Nacional (FUNPEN) na instalação, custeio e manutenção do bloqueio de sinais de telecomunicação para telefones celulares, radiotransmissores e outros meios, em estabelecimentos penitenciários e análogos.

De acordo com o que prevê o PLS 32/2018, o prazo máximo para a instalação dos dispositivos de bloqueio de celular é de 180 dias, a contar da publicação.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247