Servidores queimam caixão com foto de Dilma

Grupo de cerca de 1,5 mil funcionários públicos protestou pelas principais avenidas de Goiânia em cortejo fúnebre; sindicalistas acusam presença de espiões da Abin durante manifestação; na UFG, avança apoio à proposta de reajuste do governo federal aos professores

Servidores queimam caixão com foto de Dilma
Servidores queimam caixão com foto de Dilma (Foto: Bruno Nascimento)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247_ Uma manifestação de servidores públicos federais parou o trânsito no Centro de Goiânia na manhã desta quinta-feira. O grupo, composto por cerca de 1,5 mil pessoas, protestou pelas avenidas Anhanguera, Tocantins e Araguaia em ritmo de marcha fúnebre e ainda fecharam o anel interno da Praça Cívica, geranto tumulto no trânsito da região.

No ponto alto da marcha, os manifestantes chegaram a queimar um caixão com a foto da presidente Dilma Rousseff (PT). De acordo com o repórter da Rádio CBN Goiânia, Bruno Nascimento, alguns servidores públicos federais disseram que integrantes da Agência Brasileira de Inteligência (Abin) estavam infiltrados no protesto. Os profissionais exigem reajuste salarial e planos de carreira por parte do governo Dilma.

A manifestação foi organizada pelo Sindicato dos Policiais Federais em Goiás (SINPEFGO), dos Policiais Rodoviários Federais de Goiás (SINPRF-GO), dos Policiais Civis do Estado de Goiás (Sinpol-GO), dos Trabalhadores no Serviço Público Federal (SINTSEP-GO), dos Trabalhadores Técnico-Administrativos em Educação das Instituições Federais de Ensino Superior do Estado de Goiás (SINT-IFESgo) e dos Docentes das Universidades Federais de Goiás (Adufg).

UFG

Na contramão de outras categorias, os professores da Universidade Federal de Goiás (UFG) já caminham para aceitar de forma definitiva a proposta do governo federal e retomarem as aulas. A diretoria da Associação dos Professores da UFG (Adufg) realizou esta semana reuniões em unidades acadêmicas da universidade para debater o acordo assinado entre o ProIfes-Federação e o governo federal. Os professores do Instituto de Matemática e Física deliberaram pelo apoio ao acordo e pelo fim da greve.

A expectativa é de que a situação dos professores da UFG seja resolvida na próxima assembleia da ,Adufg que vai acontecer na próxima terça-feira no Centro de Eventos Professor Ricardo Freua Bufáiçal, no Câmpus Samambaia.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email