Servidores vão ao Banrisul contra parcelamento

O governo José Ivo Sartori encaminhou à Assembleia Legislativa, projeto de lei complementar que garantirá o pagamento do 13º salário dos servidores do Executivo nos mesmos moldes do realizado em anos anteriores; devido à impossibilidade financeira de quitar a folha da gratificação natalina no dia 20 de dezembro, o executivo o optou pelo mesmo modelo utilizado no período de 2003 a 2006

José Ivo Sartori
José Ivo Sartori (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Sul 21 - O governo do Estado encaminhou nesta quinta-feira (3), à Assembleia Legislativa, projeto de lei complementar que garantirá o pagamento do 13º salário dos servidores do Executivo nos mesmos moldes do realizado em anos anteriores. Devido à impossibilidade financeira de quitar a folha da gratificação natalina no dia 20 de dezembro, o governo optou pelo mesmo modelo utilizado no período de 2003 a 2006.

A programação financeira do Tesouro prevê o pagamento do 13º salário em seis parcelas no ano de 2016, nos meses de junho, julho, agosto, setembro, outubro e novembro, com indenização pelo atraso. Essa indenização será calculada pela variação da LFT (Letra Financeira do Tesouro), mais uma taxa de 0,8118% ao mês. A fixação dessa taxa levou em conta os índices médios do mercado para empréstimos bancários.

O servidor que quiser receber o 13º salário integralmente em dezembro poderá recorrer a empréstimo junto a instituição financeira, sem nenhum prejuízo aos valores a que tem direito. Os procedimentos para encaminhar o empréstimo estarão definidos nos próximos dias.

*Com informações do Governo do Estado

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247