Severino Cavalcanti é internado no Recife

O ex-presidente da Câmara dos Deputados Severino Cavalcanti está internado no Hospital Real Português, no Recife. O ex-deputado de 84 anos deu entrada na unidade de saúde após sentir um mal estar leve; segundo o boletim médico, Cavalcanti deu entrada no hospital na tarde da quinta-feira (12) em função de uma alteração metabólica que provocou a elevação do nível de potássio no sangue; a situação foi controlada e ele permanece internado sob observação

O ex-presidente da Câmara dos Deputados Severino Cavalcanti está internado no Hospital Real Português, no Recife. O ex-deputado de 84 anos deu entrada na unidade de saúde após sentir um mal estar leve; segundo o boletim médico, Cavalcanti deu entrada no hospital na tarde da quinta-feira (12) em função de uma alteração metabólica que provocou a elevação do nível de potássio no sangue; a situação foi controlada e ele permanece internado sob observação
O ex-presidente da Câmara dos Deputados Severino Cavalcanti está internado no Hospital Real Português, no Recife. O ex-deputado de 84 anos deu entrada na unidade de saúde após sentir um mal estar leve; segundo o boletim médico, Cavalcanti deu entrada no hospital na tarde da quinta-feira (12) em função de uma alteração metabólica que provocou a elevação do nível de potássio no sangue; a situação foi controlada e ele permanece internado sob observação (Foto: Paulo Emílio)

247 - O ex-presidente da Câmara dos Deputados Severino Cavalcanti está internado no Hospital Real Português, no Recife. O ex-deputado de 84 anos deu entrada na unidade de saúde após sentir um mal estar leve.

Segundo o boletim médico, Cavalcanti deu entrada no hospital na tarde da quinta-feira (12) em função de uma alteração metabólica que provocou a elevação do nível de potássio no sangue. A situação foi controlada e ele permanece internado sob observação.

Severino Cavalcanti já exerceu mandatos como deputados federal e estadual, além de ter sido prefeito do município pernambucano de João Alfredo, entre 009 e 2012. Ele não concorreu à reeleição em função de ter sua candidatura impugnada pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) com base na Lei da Ficha Limpa.

Na ocasião, o TRE entendeu que ele havia renunciado ao mandato de deputado federal para evitar um processo de cassação do chamado escândalo do mensalinho, quando o ex-parlamentar foi acusado de cobrar propina para que um restaurante pudesse funcionar na Câmara dos Deputados.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247