Sindfort fará ato contra pacote de ajustes da Prefeitura

O Sindicato dos Servidores e Empregados Públicos da Prefeitura de Fortaleza (Sindifort) está convocando seus filiados para participar de um ato público, na quarta-feira, 1º de fevereiro, a partir das 9 horas, na Câmara Municipal de Fortaleza, em protesto contra o pacote de ajuste divulgado pela Prefeitura de Fortaleza no último dia 23. O ato também será contra o aumento das tarifas de ônibus  

O Sindicato dos Servidores e Empregados Públicos da Prefeitura de Fortaleza (Sindifort) está convocando seus filiados para participar de um ato público, na quarta-feira, 1º de fevereiro, a partir das 9 horas, na Câmara Municipal de Fortaleza, em protesto contra o pacote de ajuste divulgado pela Prefeitura de Fortaleza no último dia 23. O ato também será contra o aumento das tarifas de ônibus
 
O Sindicato dos Servidores e Empregados Públicos da Prefeitura de Fortaleza (Sindifort) está convocando seus filiados para participar de um ato público, na quarta-feira, 1º de fevereiro, a partir das 9 horas, na Câmara Municipal de Fortaleza, em protesto contra o pacote de ajuste divulgado pela Prefeitura de Fortaleza no último dia 23. O ato também será contra o aumento das tarifas de ônibus   (Foto: Fatima 247)

O Sindicato dos Servidores e Empregados Públicos da Prefeitura de Fortaleza (Sindifort) está convocando seus filiados para participar de um ato público, na quarta-feira, 1º de fevereiro, a partir das 9 horas, na Câmara Municipal de Fortaleza, em protesto contra o pacote de ajuste divulgado pela Prefeitura de Fortaleza no último dia 23. O ato também será contra o aumento das tarifas de ônibus.

Em nota pública divulgada hoje o Sindifort critica as medidas que anunciaram um corte de 30% nas despesas com pessoal ao mesmo tempo em que as tarifas de ônibus foram reajustadas. "Mais uma vez o prefeito Roberto Cláudio (PDT) inicia o ano atacando direitos dos servidores públicos de Fortaleza e tomando medidas que prejudicam a população. Dia 23 de janeiro, convocou a imprensa para anunciar o seu pacote de maldades, seguindo a mesma linha do estado e União. Assim como os governos estadual e federal, o prefeito Roberto Cláudio (PDT) ataca os servidores públicos e o povo de Fortaleza. Roberto Cláudio anunciou as tais medidas depois de aumentar a passagem dos transportes urbanos em 16,36% e baixar vários decretos retirando e restringindo direitos dos servidores".

O Sindfort também informa que considera ilegal decreto nº 13.960 que entre outras medidas, suspende por 3 anos o deferimento, gozo e o pagamento em pecúnia (dinheiro) das licenças prêmio, altera a atuação da Perícia Médica Oficial do Município e  restringe a concessão de licenças para tratamento de saúde e por motivo de doença em pessoa da família e corta o auxílio refeição para quem ganha mais de R$ 6 mil reais e orienta os servidores que têm direito ao gozo da licença prêmio, a procurar o Departamento Jurídico do sindicato para garantir judicialmente esse direito. 

Veja a íntegra da Nota Pública do Sindifort e o decreto nº 13.960, da Prefeitura de Fortaleza

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247