“Somos inimigos do fascismo”, diz torcida gremista

Seguindo a tendência de corintianos, palmeirenses, santistas, flamenguistas e colorados, a torcida do Grêmio divulgou nota em que diz ter orgulho da "luta dos povos contra a discriminação e o fascismo"; "Somos frutos desta luta, ferro forjado nesta resistência, desta luta dos gremistas e não gremistas! Somos inimigos do fascismo e nazismo", diz o texto da torcida Democracia Gremista

“Somos inimigos do fascismo”, diz torcida gremista
“Somos inimigos do fascismo”, diz torcida gremista

247 - Mais uma torcida de times brasileiros se manifesta contra o candidato da extrema-direita a presidente, Jair Bolsonaro (PSL). Seguindo a tendência de corintianos, palmeirenses, santistas, flamenguistas e colorados, a torcida do Grêmio divulgou nota em que diz ter orgulho da "luta dos povos contra a discriminação e o fascismo". 

"Somos frutos desta luta, ferro forjado nesta resistência, desta luta dos gremistas e não gremistas! Somos inimigos do fascismo e nazismo", diz o texto da torcida Democracia Gremista

Leia, abaixo, o manifesto na íntegra:

Democracia Gremista: #EleNão #EleNunca

Nós da DEMOCRACIA GREMISTA nascemos da luta para democratizar o GRÊMIO, o futebol e a sociedade. Somos mulheres e homens, em essência, azuis, pretos e brancos, mas também somos de todas cores do arco-íris!

Como gremistas temos orgulho das nossas façanhas, dos títulos, da raça charrua, da entrega, da vontade em campo, da instituição e da sua torcida. Temos orgulho de ter um hino composto por um dos maiores poetas da música popular brasileira, negro! Temos orgulho da estrela em nossa bandeira representar um tricampeão do mundo que prematuramente nos deixou, negro!

Também temos orgulho da luta dos povos contra a discriminação e o fascismo! Somos frutos desta luta, ferro forjado nesta resistência, desta luta dos gremistas e não gremistas! Somos inimigos do fascismo e nazismo. Nunca esqueceremos de gestos históricos como a Partida da Morte do Dynamo de Kiev, que derrotou o time do exército nazista (leia aqui sobre a partida https://goo.gl/fJEfKH).

Temos orgulho e resistimos juntos com nossas torcedoras, mulheres que ainda são vítimas de machismo e misoginia nos estádios e arenas de futebol. Resistimos juntos, com elas e com todos que, mesmo em 2018, ainda são vítimas da homofobia e racismo e que convivem com cânticos discriminatórios de muitas torcidas (inclusive da nossa!), apesar da linda experiência histórica que tivemos com a COLIGAY.

Como não poderia ser diferente, entendemos o futebol como reflexo da sociedade: se lutamos para democratizar o Grêmio, também lutamos por uma sociedade democrática: livre de tudo aquilo que condenamos. Neste sentido não poderíamos nos calar! Neste processo eleitoral temos lado, que é da defesa da democracia!

Para o Brasil não mergulhar no mar do atraso:

Não admitimos candidato fascista!

Não admitimos candidato racista!

Não admitimos candidato misógino!

Não admitimos candidato machista!

Não admitimos candidato homofóbico!

Não admitimos candidato xenófobo!

#EleNão #EleNunca

 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247