Steinbruch espera convite formal para compor chapa com Ciro Gomes

O presidente da Companhia Siderúrgica Nacional, empresário Benjamin Steinbruch (PP) estaria esperando apenas o convite oficial para ser o vice na chapa do presidenciável do PDT, Ciro Gomes, segundo divulgou a Reuters.  No caso de uma aliança com o PP, a candidatura de Ciro Gomes se afasta do campo da esquerda e se aproxima da centro direita

O presidente da Companhia Siderúrgica Nacional, empresário Benjamin Steinbruch (PP) estaria esperando apenas o convite oficial para ser o vice na chapa do presidenciável do PDT, Ciro Gomes, segundo divulgou a Reuters.  No caso de uma aliança com o PP, a candidatura de Ciro Gomes se afasta do campo da esquerda e se aproxima da centro direita
O presidente da Companhia Siderúrgica Nacional, empresário Benjamin Steinbruch (PP) estaria esperando apenas o convite oficial para ser o vice na chapa do presidenciável do PDT, Ciro Gomes, segundo divulgou a Reuters.  No caso de uma aliança com o PP, a candidatura de Ciro Gomes se afasta do campo da esquerda e se aproxima da centro direita (Foto: Fatima 247)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Ceará 247 - O presidente da Companhia Siderúrgica Nacional, empresário Benjamin Steinbruch estaria esperando apenas o convite ofiicial para ser o vice na chapa do presidenciável do PDT, Ciro Gomes.

Segundo matéria da Reuters, uma fonte próxima ao empresário tera afirmado que Steinbruch "está pronto para encarar as próximas eleições como candidato a vice-presidente na chapa encabeçada pelo pedetista Ciro Gomes, e espera apenas um convite formal".

Steinbruch é filiado ao PP que não tem candidato próprio, mas tem uma aliança firme com o DEM do presidente da Câmara Federal, deputado Rodrigo Maia, que tudo indica, deve desistir da pré-candidatura à presidência da República, por falta de musculatura política para tanto. No caso de uma aliança com o PP, a candidatura de Ciro Gomes se afasta do campo da esquerda e se aproxima da centro direita.  

A aproximação de Ciro e Steinbruch vem sendo divulgada há algum tempo, mas não se concretizou. O cenário incerto das eleições de 2018, no campo das esquerdas, em função da permanência da candidatura de Lula deixa todos em compasso de espera. Ciro preferiria uma aliança mais à esquerda, apostando no eleitorado de Lula. Caso não consiga, deve mesmo firmar acordo com o PP.

Para Cid Gomes irmão de Ciro e coordenador da campanha, a prioridade, no entanto é uma aliança com o PSB e tergiversa sobre o convite a Steinbruch. “O PSB tem sido nosso esforço maior porque o partido não tem candidato. É deselegante se tratar disso com um partido que já tem candidatura”, disse Cid Gomes `Reuters.

O presidente do PDT, Carlos Lupi, confirmou as conversas com o PP, mas destacou que o PSB é a prioridade. "Uma aliança com o PSB não exclui o PP. Queremos uma aliança forte e que inclua o capital produtivo". Mas Lupi também diz que o PDT só vai tratar da Vice-Presidência depois da aliança fechada, e a prioridade no momento é o PSB.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247