STJ manda soltar ex-goleiro Edinho, filho de Pelé

Superior Tribunal de Justiça concedeu liminar na quarta-feira determinando que o ex-goleiro Edinho, filho do astro do futebol Pelé, seja solto, após ele ser preso na semana passada por lavagem de dinheiro relacionada ao tráfico de drogas, informou o tribunal; a decisão, do ministro Antonio Saldanha Palheiro, atendeu parcialmente o pedido da defesa de Edinho, suspendendo apenas o trecho da decisão do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo que havia determinado a prisão do ex-jogador em caráter liminar

Superior Tribunal de Justiça concedeu liminar na quarta-feira determinando que o ex-goleiro Edinho, filho do astro do futebol Pelé, seja solto, após ele ser preso na semana passada por lavagem de dinheiro relacionada ao tráfico de drogas, informou o tribunal; a decisão, do ministro Antonio Saldanha Palheiro, atendeu parcialmente o pedido da defesa de Edinho, suspendendo apenas o trecho da decisão do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo que havia determinado a prisão do ex-jogador em caráter liminar
Superior Tribunal de Justiça concedeu liminar na quarta-feira determinando que o ex-goleiro Edinho, filho do astro do futebol Pelé, seja solto, após ele ser preso na semana passada por lavagem de dinheiro relacionada ao tráfico de drogas, informou o tribunal; a decisão, do ministro Antonio Saldanha Palheiro, atendeu parcialmente o pedido da defesa de Edinho, suspendendo apenas o trecho da decisão do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo que havia determinado a prisão do ex-jogador em caráter liminar (Foto: José Barbacena)

Reuters - O Superior Tribunal de Justiça concedeu liminar nesta quarta-feira determinando que o ex-goleiro Edinho, filho do astro do futebol Pelé, seja solto, após ele ser preso na semana passada por lavagem de dinheiro relacionada ao tráfico de drogas, informou o tribunal.

A decisão, do ministro Antonio Saldanha Palheiro, atendeu parcialmente o pedido da defesa de Edinho, suspendendo apenas o trecho da decisão do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo que havia determinado a prisão do ex-jogador em caráter liminar.

Assim, Edinho poderá aguardar em liberdade o julgamento do mérito do habeas corpus impetrado por sua defesa, que será realizado pela 6ª Turma do STJ.

A prisão de Edinho foi determinada na sexta-feira em decisão colegiada do TJ paulista que analisou um recurso do ex-atleta. Na ocasião, a pena imposta ao filho de Pelé, inicialmente estabelecida em 33 anos e 4 meses de prisão, foi reduzida para 12 anos e 10 meses em regime fechado.

Edinho nega as acusações e afirma que não há no processo contra ele quaisquer prova de que tenha lavado dinheiro.

O filho de Pelé teve maior destaque como goleiro defendendo a meta da equipe do Santos que foi vice-campeã brasileira em 1995 e também atuou como técnico de equipes como Mogi Mirim, Água Santa e Tricordiano de Minas Gerais.

Ele já chegou a ficar preso em outras ocasiões neste mesmo processo.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247