Tarso: ‘com quase zero de aprovação, governo colocou as Forças Armadas numa fria sem saída’

O ex-governador do Rio Grande do Sul Tarso Genro criticou a intervenção federal na segurança pública do estado do Rio de Janeiro anunciada por Michel Temer; "Com quase zero de aprovação, o Governo Temer colocou as Forças Armadas numa fria sem saída. Porque ele não tem mais o que perder!", escreveu o petista em sua conta no Twitter; ele havia dito que as Forças Armadas "não são força de policiamento; "Quando quadrilhas se 'acostumarem' com a presença e verificarem as limitações das Forças Armadas, na tarefa, a situação se agrava. Lamentavelmente"

2014.10.15 - Porto Alegre/RS/Brasil - Entrevista com o candidato à reeleição para o Palácio Piratini Tarso Genro, do PT. Segundo Turno. Eleições 2014. | Foto: Ramiro Furquim/
2014.10.15 - Porto Alegre/RS/Brasil - Entrevista com o candidato à reeleição para o Palácio Piratini Tarso Genro, do PT. Segundo Turno. Eleições 2014. | Foto: Ramiro Furquim/ (Foto: Leonardo Lucena)

Rio Grande do Sul 247 - O ex-governador do Rio Grande do Sul Tarso Genro criticou a intervenção federal na segurança pública do estado do Rio de Janeiro anunciada por Michel Temer nesta sexta-feira (16).

"Com quase zero de aprovação, o Governo Temer colocou as Forças Armadas numa fria sem saída. Porque ele não tem mais o que perder!", escreveu o petista neste sábado (17) em sua conta no Twitter.

Nesta sexta-feira (16), ele havia dito que o papel das Forças Armadas é garantir a "soberania territorial". "A intervenção militar federal na Segurança do Rio vai agravar a insegurança. Não são força de policiamento. São treinadas para a guerra, não para policiar. Este "desvio" inicialmente dará sensação de segurança", disse.

De acordo com o ex-chefe do executivo gaúcho, "quando quadrilhas se 'acostumarem' com a presença e verificarem as limitações das Forças Armadas, na tarefa, situação se agrava. Lamentavelmente".

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247