Tasso assume coordenação-geral da campanha de Alckmin

O senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) foi anunciado na noite de ontem (20) como o coordenador-geral da campanha de Geraldo Alckmin à presidência da República. De acordo com o 2º vice-presidente do partido, Ricardo Tripoli, o ex-governador do Ceará vai trabalhar em cima do programa de governo

O senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) foi anunciado na noite de ontem (20) como o coordenador-geral da campanha de Geraldo Alckmin à presidência da República. De acordo com o 2º vice-presidente do partido, Ricardo Tripoli, o ex-governador do Ceará vai trabalhar em cima do programa de governo
O senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) foi anunciado na noite de ontem (20) como o coordenador-geral da campanha de Geraldo Alckmin à presidência da República. De acordo com o 2º vice-presidente do partido, Ricardo Tripoli, o ex-governador do Ceará vai trabalhar em cima do programa de governo (Foto: Rodrigo Rocha)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Ceará 247 - O senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) foi anunciado na noite de ontem (20) como o coordenador-geral da campanha de Geraldo Alckimin (PSDB-SP) à presidência da República, em reunião da executiva tucana, em Brasília. "Como o Tasso não é candidato porque ele tem mais quatro anos de mandato (no Senado), Alckmin solicitou que ele fizesse essa mediação (na campanha). Ele (Tasso) vai trabalhar em cima do programa de governo", explicou o 2º vice-presidente do PSDB, deputado Ricardo Tripoli (PSDB-SP). 

O ex-governador do Ceará foi presidente interino da legenda no ano passado, após o episódio das delações da JBS envolvendo Aécio Neves (PSDB-MG). Jereissati causou polêmica ao colocar no ar, em cadeia de rádio e televisão, uma propaganda partidária no qual os tucanos faziam uma espécie de mea-culpa por ter aderido ao “presidencialismo de cooptação de Michel Temer”. 

Na época, o senador defendeu que o PSDB deveria se aproximar do “pulsar das ruas”. Questionado se esse pensamento seria priorizado também na campanha de Alckmin, Tripoli respondeu positivamente. "Eu acho que o caminho é por aí", disse.

(Com informações da Agência Estado)

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247