Teixeira critica norma da ANS: consequência nefasta do golpe

Deputado Paulo Teixeira (PT-SP) fez referência às novas regras anunciadas pela ANS; pacientes deverão pagar até 40% no caso de haver cobrança de coparticipação em cima do valor de cada procedimento realizado com planos de saúde; Primeiro, governo usurpador corta investimentos em saúde por 20 anos. Agora, querem liberar o uso de mais agrotóxicos. Por fim, ainda aumentam os planos de saúde"

Teixeira critica norma da ANS: consequência nefasta do golpe
Teixeira critica norma da ANS: consequência nefasta do golpe (Foto: LUCIO BERNARDO JR)

SP 247 - O deputado federal Paulo Teixeira (PT-SP) criticou o governo Michel Temer por causa das novas regras anunciadas pela Agência Nacional de saúde Suplementar (ANS). De acordo com a resolução normativa nº 433, os pacientes deverão pagar até 40% no caso de haver cobrança de coparticipação em cima do valor de cada procedimento realizado em planos de saúde.

"As consequências nefastas do golpe. Atacam sua saúde! Primeiro, governo usurpador corta investimentos em saúde por 20 anos. Agora, querem liberar o uso de mais agrotóxicos. Por fim, ainda aumentam os planos de saúde", escreveu o parlamentar em sua conta no Twitter.

As novas regras entrarão em vigor em 180 dias e valem apenas para novos contratos.

Coparticipação é quando o o usuário paga, além da mensalidade do plano de saúde, uma parte do preço da consulta, do exame ou do procedimento. A franquia é um valor estabelecido em contrato, mas, neste caso, a operadora do plano de saúde não se responsabiliza. Também é um valor a mais, fora da mensalidade.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247