Temer coloca cargos do PMDB à disposição de Haddad

O vice-presidente Michel Temer (PMDB) colocou à disposição do prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), os cargos indicados pelo PMDB na administração municipal; a atitude ocorre depois que a senadora Marta Suplicy (ex-PT) decidiu se filiar ao PMDB para disputar o comando da prefeitura paulista em 2016; o partido comanda a Controladoria Geral do Município e quatro secretarias; em resposta, o prefeito disse que, antes de tomar uma decisão, conversará com a bancada do PMDB na Câmara Municipal

O vice-presidente Michel Temer (PMDB) colocou à disposição do prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), os cargos indicados pelo PMDB na administração municipal; a atitude ocorre depois que a senadora Marta Suplicy (ex-PT) decidiu se filiar ao PMDB para disputar o comando da prefeitura paulista em 2016; o partido comanda a Controladoria Geral do Município e quatro secretarias; em resposta, o prefeito disse que, antes de tomar uma decisão, conversará com a bancada do PMDB na Câmara Municipal
O vice-presidente Michel Temer (PMDB) colocou à disposição do prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), os cargos indicados pelo PMDB na administração municipal; a atitude ocorre depois que a senadora Marta Suplicy (ex-PT) decidiu se filiar ao PMDB para disputar o comando da prefeitura paulista em 2016; o partido comanda a Controladoria Geral do Município e quatro secretarias; em resposta, o prefeito disse que, antes de tomar uma decisão, conversará com a bancada do PMDB na Câmara Municipal (Foto: Valter Lima)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O vice-presidente Michel Temer (PMDB) colocou à disposição do prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), os cargos indicados pelo PMDB na administração municipal. A atitude ocorre depois que a senadora Marta Suplicy (ex-PT) decidiu se filiar ao PMDB para disputar o comando da prefeitura paulista em 2016.

Atualmente, o partido comanda a Controladoria Geral do Município e quatro secretarias, entre elas a secretaria da educação, que tem à frente o ex-deputado federal Gabriel Chalita (PMDB-SP). Em resposta, o prefeito disse que, antes de tomar uma decisão, conversará com a bancada do PMDB na Câmara Municipal.

No final do ano passado, o vice-presidente havia firmado um acordo com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para apoiar a reeleição do prefeito. O ingresso da senadora, no entanto, pode levar a legenda a romper com o pacto. Na convenção municipal do partido, deve ser colocada em votação, antes dos nomes interessados do partido à disputa municipal, a opção do PMDB apoiar a reeleição do prefeito.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email