‘Temer prefere privatizar estatais do que taxar grandes fortunas’

"A tendência do governo interino de Michel Temer (PMDB) de privatizar estatais brasileiras está cada vez mais evidente. Com a privatização do patrimônio, é possível que o estado arrecade um total de R$ 30 bilhões. Já com a taxação das grandes fortunas, poderíamos chegar a R$ 100 bilhões todo ano. Preferem privatizar estatais do que colocar o imposto sobre grandes fortunas ", diz o deputado federal baiano Valmir Assunção, do PT

Valmir Assunção
Valmir Assunção (Foto: Romulo Faro)

Bahia 247 - "A tendência do governo interino de Michel Temer (PMDB) de privatizar estatais brasileiras está cada vez mais evidente. Com a privatização do patrimônio, é possível que o estado arrecade um total de R$ 30 bilhões. Já com a taxação das grandes fortunas, poderíamos chegar a R$ 100 bilhões todo ano", diz o deputado federal baiano Valmir Assunção, do PT.

O parlamentar condena as declarações do ministro interno da Fazenda, Henrique Meirelles sobre as medidas que o governo pretende tomar com chancela do Congresso.

"Preferem privatizar do que colocar o imposto sobre grandes fortunas [IGF], previsto na Constituição, mas que até hoje não foi regulamentado. O estado brasileiro precisa aumentar a sua arrecadação e isso tem que ser feito taxando aqueles que mais têm. É preciso ter justiça no sistema tributário no Brasil", declara Assunção.

Valmir aponta a taxação das grandes fortunas como alternativa para não privatizar as empresas estatais, e diz que a democracia prevê um regime de maior equilíbrio social, mas que, para isso, tem que haver um regime de governo de interesse do povo.

"Nosso patrimônio público já é pouco e vamos entregar esse pouco que temos para o capital privado. Não podemos deixar que uma minoria absoluta, que age como verdadeira parasita na economia brasileira, sob a chancela de um governo oriundo de um golpe, siga saqueando o país. Acredito que essa é a maneira mais contundente de tornar os impostos mais justos e enfrentar a elite conservadora que usa seus volumosos recursos para chantagear o povo brasileiro fomentando a crise e a recessão".

Para Valmir, o valor mínimo de patrimônio a ser taxado para que apenas os ricos sejam atingidos é de R$ 1 milhão.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247