Thiago Peixoto: acabar com incentivos gerará desemprego

Para o deputado federal Thiago Peixoto (PSD-GO), acabar com os incentivos fiscais de uma só vez iria gerar milhões de desempregados no Brasil; somente em Goiás são mais de 500 mil pessoas empregadas em empresas incentivadas; o parlamentar usou a tribuna da Câmara dos Deputados essa semana para cobrar que o Congresso coloque o assunto em pauta de forma urgente; “Precisamos dar segurança jurídica a essa política”, destacou; Thiago elogiou a atuação do governador Marconi Perillo, que se articulou junto ao colega de São Paulo, o também tucano Geraldo Alckmin, para pedir que o Supremo Tribunal Federal (STF) retirasse de pauta ação que poderia colocar fim aos incentivos em Goiás 

Para o deputado federal Thiago Peixoto (PSD-GO), acabar com os incentivos fiscais de uma só vez iria gerar milhões de desempregados no Brasil; somente em Goiás são mais de 500 mil pessoas empregadas em empresas incentivadas; o parlamentar usou a tribuna da Câmara dos Deputados essa semana para cobrar que o Congresso coloque o assunto em pauta de forma urgente; “Precisamos dar segurança jurídica a essa política”, destacou; Thiago elogiou a atuação do governador Marconi Perillo, que se articulou junto ao colega de São Paulo, o também tucano Geraldo Alckmin, para pedir que o Supremo Tribunal Federal (STF) retirasse de pauta ação que poderia colocar fim aos incentivos em Goiás 
Para o deputado federal Thiago Peixoto (PSD-GO), acabar com os incentivos fiscais de uma só vez iria gerar milhões de desempregados no Brasil; somente em Goiás são mais de 500 mil pessoas empregadas em empresas incentivadas; o parlamentar usou a tribuna da Câmara dos Deputados essa semana para cobrar que o Congresso coloque o assunto em pauta de forma urgente; “Precisamos dar segurança jurídica a essa política”, destacou; Thiago elogiou a atuação do governador Marconi Perillo, que se articulou junto ao colega de São Paulo, o também tucano Geraldo Alckmin, para pedir que o Supremo Tribunal Federal (STF) retirasse de pauta ação que poderia colocar fim aos incentivos em Goiás  (Foto: José Barbacena)

Goiás 247 - Para o deputado federal Thiago Peixoto (PSD-GO), acabar com os incentivos fiscais de uma só vez iria gerar milhões de desempregados Brasil afora. Somente em Goiás, são mais de 500 mil pessoas empregadas em empresas incentivadas. O parlamentar usou a tribuna da Câmara dos Deputados essa semana para cobrar que o Congresso coloque o assunto em pauta de forma urgente. “Precisamos dar segurança jurídica a essa política”, destacou.

O parlamentar elogiou a atuação do governador Marconi Perillo (PSDB-GO), que se articulou junto ao colega de São Paulo, o também tucano Geraldo Alckmin, para pedir que o Supremo Tribunal Federal (STF) retirasse de pauta ação que poderia colocar fim aos incentivos em Goiás e, consequentemente, em outras unidades da federação. O estado de São Paulo tinha contestado o vizinho na Justiça por contra da política de atração de empresas.

Para Thiago, a articulação de Marconi foi fundamental. Mas, a partir de agora, ele destacou que o Congresso Nacional tem que se movimentar. “O Congresso precisa ter uma ação rápida para dar segurança jurídica aos incentivos fiscais. Essa forma de geração de emprego e desenvolvimento em regiões mais periféricas precisa prevalecer”, acrescentou o parlamentar.

Quando ocupou chefiou as secretarias goianas de Planejamento (Segplan) e Desenvolvimento (SED), entre 2015 e 2016, Thiago se destacou pela defesa da manutenção da política, batendo de frente, muitas vezes, com iniciativas da Secretaria da Fazenda que, à época, chegou a ensaiar entraves aos incentivos fiscais. No entendimento do parlamentar, enquanto não houver alternativa melhor de desenvolvimento, a política precisa ser mantida.

“Concordo que temos que buscar uma forma de gerar desenvolvimento regional. Talvez não seja mais os incentivos fiscais, mas enquanto não tem outro caminho, acabar com essa ferramenta que gerou desenvolvimento para Goiás e para vários estados menores do Brasil seria muito ruim. Seria prejudicial e levaria a um desemprego assustador”, opinou o parlamentar goiano.

Thiago lembrou que, nos últimos 30 anos, Goiás se projetou nacionalmente principalmente graças à atração de empresas. “O estado cresceu graças a isso. Os incentivos geraram competitividade. Distante do litoral e com pouca infraestrutura, Goiás achou nos incentivos fiscais o caminho para o desenvolvimento”, disse. “Com a atração de milhares de indústrias, Goiás pôde investir em infraestrutura e logística e se tornar um dos estados que mais crescem no Brasil”, acrescentou.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247