Transnordestina recupera áreas degradadas

Acordo foi firmado com a Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH) de Pernambuco para a recuperação de trechos destinados à exploração de recursos minerais para a obra, como o saibro; ao todo são 76 hectares, que possuem 10 jazidas utilizadas pelo empreendimento

Transnordestina recupera áreas degradadas
Transnordestina recupera áreas degradadas (Foto: Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Raphael Coutinho _PE247 – A Transnordestina Logística S.A. e a Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH) devem firmar nos próximos dias três Termos de Compromisso (TCs), com o objetivo de recuperar áreas degradadas próximas à obra. Os termos garantem a execução de Planos de Recuperação de Área Degradada (PRAD), que tem o objetivo cuidar de áreas destinadas à exploração de recursos minerais, como o saibro. Ao todo serão incluídas 10 jazidas, que correspondem a uma área de quase 76 hectares.

Os termos exigem que o plantio ocorra por tempo indeterminado, até o perfeito estabelecimento da vegetação, com aprovação da própria Agência. Relatórios semestrais também deverão ser apresentados durante os três primeiros anos de execução dos PRADs, com multa de R$ 30 mil em caso de descumprimentos dos TCs. Em relação às licenças ambientais, cabe à CPRH emitir permissões apenas dentro do território pernambucano, já que a obra engloba outros Estados.

A licença ambiental do empreendimento foi concedida pelo Instituto de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). Já a CPRH fica responsável por licenciar as intervenções que venham a ocorrer fora da faixa de domínio, relativas aos canteiros de obras, extração mineral ou de supressão de vegetação, se necessário.

 

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247