Três empresas querem substituir TWB

Quem garantiu foi o vice-governador Otto Alencar, em entrevista a uma rádio de Salvador; segundo ele, "plano é firmar um contrato emergencial de seis meses para exploração da travessia entre Salvador e Itaparica". Governo espera decisão judicial para abrir nova licitação

Três empresas querem substituir TWB
Três empresas querem substituir TWB (Foto: Divulgação)

Bahia 247

O vice-governador e secretário estadual de Infraestrutura, Otto Alencar, afirmou nesta terça-feira (28) que o governo já conversa com três empresas, que demonstraram interesse em assumir o sistema ferry boat. A Secretaria de Infraestrutura do Estado (Seinfra) já abriu um processo administrativo para declarar a caducidade de concessão firmado com a TWB e aguarda apenas o posicionamento da Procuradoria-Geral do Estado (PGE) sobre a defesa apresentada pela concessionária.

“Se a TWB desse solução, não tinha porquê se fazer intervenção nesse caso. Essa é a verdade. Agora, o Estado tem que buscar outro caminho. Aguardo só a decisão do procurador [Ruy Moraes]”, disse Otto, em entrevista ao programa Acorda pra Vida, da Rede Tudo FM 102,5. De acordo com ele, confirmado o rompimento com a TWB, o plano é escolher uma das empresas interessadas, com base “na melhor proposta e experiência”, e firmar um contrato emergencial de seis meses para a exploração da travessia entre Salvador e Itaparica. “Nesse período, será feita uma nova licitação”, explicou o secretário. O titular da Seinfra reconheceu ainda a responsabilidade da administração estadual sobre alguns problemas, mas afirmou que todos foram sanados. “Quando eu assumi, havia coisas que não haviam sido cumpridas. Mas, depois, o Estado cumpriu tudo. Esperava que a empresa fizesse o mesmo”, declarou. Otto garantiu que as embarcações Ivete Sangalo e Anna Nery permanecerão com o Estado.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247