Tucanos na expectativa pela vinda de Aécio

O senador e presidenciável pelo PSDB, Aécio Neves (MG), deve desembarcar em Pernambuco na próxima segunda-feira (9), quatro dias antes da visita da presidente Dilma Rousseff (PT) e do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ao Estado; a expectativa do PSDB é que Aécio possa marcar presença no Estado, onde tem uma preferência de cerca de 3% do eleitorado; o tucano também deve definir qual será o rumo da legenda em Pernambuco, após a sinalização do PSB de que deve lançar um candidato próprio em Minas; “A nossa expectativa é de que durante a visita ele possa definir quais serão os rumos do partido", disse o deputado federal Daniel Coelho

O senador e presidenciável pelo PSDB, Aécio Neves (MG), deve desembarcar em Pernambuco na próxima segunda-feira (9), quatro dias antes da visita da presidente Dilma Rousseff (PT) e do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ao Estado; a expectativa do PSDB é que Aécio possa marcar presença no Estado, onde tem uma preferência de cerca de 3% do eleitorado; o tucano também deve definir qual será o rumo da legenda em Pernambuco, após a sinalização do PSB de que deve lançar um candidato próprio em Minas; “A nossa expectativa é de que durante a visita ele possa definir quais serão os rumos do partido", disse o deputado federal Daniel Coelho
O senador e presidenciável pelo PSDB, Aécio Neves (MG), deve desembarcar em Pernambuco na próxima segunda-feira (9), quatro dias antes da visita da presidente Dilma Rousseff (PT) e do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ao Estado; a expectativa do PSDB é que Aécio possa marcar presença no Estado, onde tem uma preferência de cerca de 3% do eleitorado; o tucano também deve definir qual será o rumo da legenda em Pernambuco, após a sinalização do PSB de que deve lançar um candidato próprio em Minas; “A nossa expectativa é de que durante a visita ele possa definir quais serão os rumos do partido", disse o deputado federal Daniel Coelho (Foto: Paulo Emílio)

Mariana Almeida, Pernambuco 247 - O senador e presidenciável pelo PSDB, Aécio Neves (MG), deve desembarcar em Pernambuco na próxima segunda-feira (9), quatro dias antes da visita da presidente Dilma Rousseff (PT) e do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ao Estado. A expectativa da executiva estadual do PSDB é de que Aécio possa marcar presença no Estado, onde tem uma preferência de cerca de 3% do eleitorado, segundo pesquisa Ibope divulgada nesta segunda-feira (2). Durante a visita, o presidenciável também deve definir qual será o rumo da legenda em Pernambuco, após a sinalização do PSB de que deve lançar um candidato próprio em Minas.

“A nossa expectativa é de que durante a visita ele possa definir quais serão os rumos do partido. Mas existem vários compromissos que foram propostos. Ainda não fechamos a agenda dele porque estamos esperando confirmações de horários”, afirmou o deputado estadual Daniel Coelho (PSDB). De acordo com Coelho, Dentre os compromissos que devem ser atendidos pelo parlamentar, está uma entrevista para uma rádio local, uma cerimônia para o recebimento do título de cidadão recifense e um encontro com o governador de Pernambuco, João Lyra (PSB).

Ao comentar sobre a porcentagem de 3% conquistada por Aécio na pesquisa de intenção presidencial entre os pernambucanos, Coelho foi categórico. “Devido à localização, é natural que Aécio tenha um percentual menor do que o de Dilma ou o de Campos [ex-governador de Pernambuco e presidenciável pelo PSB, Eduardo Campos]. Mas a eleição não é em Pernambuco, é no Brasil”, cravou.

A possibilidade de lançamento de um candidato do PSDB ao Palácio do Campo das Princesas foi levantada nas últimas semanas, após o PSB ter lançado a possibilidade de uma candidatura própria em Minas, estado considerado reduto eleitoral do presidenciável tucano. Apesar de Campos e Aécio terem firmado um acordo informal, onde o PSB apoiaria o PSDB em Minas e os tucanos apoiariam os socialistas em Pernambuco, Campos teria considerado o nome do deputado federal Júlio Delgado para o governo mineiro. Já a ex-ministra Marina Silva (PSB), vice na chapa presidencial de Campos, teria defendido o nome do ambientalista Apolo Heringer.

Com o lançamento de um candidato socialista em Minas, a executiva tucana estaria estudando a possibilidade de lançar o presidente do PSDB de Pernambuco, Bruno Araújo, ou o deputado estadual Daniel Coelho (PSDB) para o cargo de Governador de Pernambuco ou para a vaga no Senado. Apesar da possibilidade, grande parte do PSDB pernambucano teria sinalizado a preferência por seguir com a Frente Popular.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247