Usiel Rios disputará reeleição para presidência do PT de Aracaju

"No próximo PED, dirigentes e militância terão o desafio de, mais de uma década depois, se tornar a referencia da oposição e de enfrentamento em Aracaju a uma direita que na gestão titubeia, numa demonstração clara de que se elegeu sem projeto e na política se fragmenta e se move de acordo com os interesses privados do clientelismo e do patrimonialismo, e, especialmente, dos interesses do clã do prefeito João Alves e seus agregados”, afirma manifesto da Articulação Unidade na Luta, que ressalta ainda "a importância e o protagonismo do PT de Aracaju nas eleições de 2014, sobretudo pela importância das organizações do movimento sindical e popular, pela densidade eleitoral do partido e das forças progressistas no município e pelo tamanho do nosso colégio eleitoral”

Usiel Rios disputará reeleição para presidência do PT de Aracaju
Usiel Rios disputará reeleição para presidência do PT de Aracaju

Sergipe 247 - A corrente majoritária Articulação Unidade na Luta/Construindo Um Novo Brasil (AUL/CNB) definiu na noite desta sexta-feira (12) o lançamento da pré-candidatura de Usiel Rios à reeleição para a Presidência do Diretório Municipal do Partido dos Trabalhadores (PT) em Aracaju. Ele conta com o apoio do deputado federal Márcio Macêdo (PT) e do secretário de Estado da Casa Civil Silvio Santos. O Processo de Eleição Direta (PED) da legenda ocorre em outubro.

"Usiel Rios é o atual presidente do Diretório Municipal, cumpriu bem seu mandato e tem todo o direito de pleitear a reeleição. É um quadro expressivo do PT, tem histórico no movimento sindical e construção partidária. Tem trabalhado pelo fortalecimento do partido e possui perfil conciliador para garantir a unidade de ação que o PT necessita para esse novo momento que irá enfrentar", afirmou o deputado federal Márcio Macêdo.

Para justificar a escolha pelo nome de Usiel Rios, a corrente AUL/CNB elaborou um manifesto em que afirma que a eleição de Marcelo Déda a prefeito em 2000 significou “uma profunda mudança na lógica das políticas públicas do município e uma ruptura com o passado”. No documento, é dito ainda que “a importância estratégica de Aracaju reaparece agora em quadro adverso, diante da vitória eleitoral do DEM e dos seus aliados”.

“No próximo PED, dirigentes e militância terão o desafio de, mais de uma década depois, se tornar a referencia da oposição e de enfrentamento em Aracaju a uma direita que na gestão titubeia, numa demonstração clara de que se elegeu sem projeto e na política se fragmenta e se move de acordo com os interesses privados do clientelismo e do patrimonialismo, e, especialmente, dos interesses do clã do prefeito João Alves e seus agregados”, afirma.

A Articulação Unidade na Luta ressalta que deverá fortalecer seu papel de oposição ao governo do prefeito João Alves Filho e dos seus aliados e frisa “a importância e o protagonismo do PT de Aracaju nas eleições de 2014, sobretudo pela importância das organizações do movimento sindical e popular, pela densidade eleitoral do partido e das forças progressistas no município e pelo tamanho do nosso colégio eleitoral”.

“Portanto, nós, militantes da Articulação Unidade na Luta/CNB, indicamos o nome do companheiro Usiel Rios, com a liberdade e o compromisso de debater com as demais forças do partido a construção programática que aponte para a unidade partidária na perspectiva do fortalecimento do PT, avançando na direção da reconquista da maioria do eleitorado de Aracaju, tendo em vista os desafios apontados a partir de 2014”, encerra.

Na reunião também foi  criado um coletivo da corrente para estabelecer agenda, articulação e mobilização para o PED. Os nomes do coletivo são: Chico Buchinho, Evandro Galdino, Otávio Sales, Fredson Santana e Fekete Souza.

Abaixo o manifesto na íntegra:

Em Aracaju, a vitória eleitoral no ano 2000 do Partido dos Trabalhadores e do bloco histórico de partidos progressistas, liderados pelo companheiro Marcelo Déda, significou uma profunda mudança na lógica das políticas públicas do município e uma ruptura com o passado. A criação da Secretaria do Orçamento Participativo, a implementação do SAMU, a implementação da gestão democrática e a construção de obras estruturantes em toda a cidade são alguns dos legados petistas responsáveis pelo aperfeiçoamento da democracia com a participação popular, melhoria da qualidade de vida dos aracajuanos e uma referência progressista e democrática para o país.

Esse cenário foi determinante para que o campo democrático-popular fosse igualmente vitorioso no processo político de 2006 elegendo o companheiro Déda governador de Sergipe. A importância estratégica de Aracaju reaparece em um novo cenário, 13 anos depois, e apesar da avaliação de que a coalizão de centro-esquerda liderada pelo PT continuar avançando no Brasil e no estado, temos hoje um quadro adverso em nossa capital, a vitória eleitoral do DEM e dos seus aliados.

No próximo PED, dirigentes e militância terão o desafio de, mais de uma década depois, se tornar a referencia da oposição e de enfrentamento em Aracaju a uma direita que na gestão titubeia, numa demonstração clara de que se elegeu sem projeto e na política se fragmenta e se move de acordo com os interesses privados do clientelismo e do patrimonialismo, e, especialmente, dos interesses do clã do prefeito João Alves e seus agregados.

O papel de oposição e de enfrentamento ao governo do prefeito João Alves Filho e dos seus aliados, exigirá unidade partidária e constante mobilização da militância ao mesmo tempo em que devemos ampliar e consolidar o diálogo com as forças políticas que representem a polarização dos projetos distintos. Temos clareza da importância e do protagonismo do PT de Aracaju nas eleições de 2014, sobretudo pela importância das organizações do movimento sindical e popular, pela densidade eleitoral do partido e das forças progressistas em nosso município e pelo tamanho do nosso colégio eleitoral.

Portanto, nós, militantes da Articulação Unidade na Luta/CNB, indicamos o nome do companheiro Usiel Rios como Pré-Candidato a Presidente Municipal do PT de Aracaju, por esta corrente, com a liberdade e o compromisso de debater com as demais forças do Partido a construção programática que aponte para a unidade partidária na perspectiva do fortalecimento do Partido dos Trabalhadores, avançando na direção da reconquista da maioria do eleitorado de Aracaju, tendo em vista os desafios apontados a partir de 2014.

 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247