Vagner Freitas, da CUT: “vamos ficar ao lado de Lula e ele não vai se entregar”

O presidente da CUT, Vagner Freitas, convocou nesta sexta-feira 6 todos os militantes e trabalhadores que moram em São Paulo ou em cidades vizinhas a irem agora para o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, que fica em São Bernardo do Campo. "Vamos ficar aqui ao lado de Lula. E ele não vai se entregar", afirmou; em reunião, os representantes das frentes decidiram também multiplicar em todo o país os comitês pela liberdade de Lula e que a vigília em São Bernardo não tem data para acabar

O presidente da CUT, Vagner Freitas, convocou nesta sexta-feira 6 todos os militantes e trabalhadores que moram em São Paulo ou em cidades vizinhas a irem agora para o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, que fica em São Bernardo do Campo. "Vamos ficar aqui ao lado de Lula. E ele não vai se entregar", afirmou; em reunião, os representantes das frentes decidiram também multiplicar em todo o país os comitês pela liberdade de Lula e que a vigília em São Bernardo não tem data para acabar
O presidente da CUT, Vagner Freitas, convocou nesta sexta-feira 6 todos os militantes e trabalhadores que moram em São Paulo ou em cidades vizinhas a irem agora para o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, que fica em São Bernardo do Campo. "Vamos ficar aqui ao lado de Lula. E ele não vai se entregar", afirmou; em reunião, os representantes das frentes decidiram também multiplicar em todo o país os comitês pela liberdade de Lula e que a vigília em São Bernardo não tem data para acabar (Foto: Gisele Federicce)

247 - O presidente da CUT, Vagner Freitas, convocou nesta sexta-feira 6 todos os militantes e trabalhadores que moram em São Paulo ou em cidades vizinhas a irem agora para o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, que fica em São Bernardo do Campo. "Vamos ficar aqui ao lado de Lula. E ele não vai se entregar", afirmou.

"Lula não é um réu comum, julgado de forma comum. Lula é vítima de uma injustiça sem tamanho", completou Júlio Turra, diretor executivo da CUT Nacional, que reforçou a convocação da militância a São Bernardo do Campo. "Aqui é o centro da resistência", completou, ressaltando a importância de todos irem prontos para permanecer no local hoje, amanhã, domingo e enquanto for necessário.

Na reunião, os representantes das frentes decidiram também multiplicar em todo o país os comitês pela liberdade de Lula.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247