Vanderlan: Educação será tratada com os trabalhadores

O candidato a prefeito deixou claro mais uma vez que não vai colocar OS (Organizações Sociais) para gerir a Educação em Goiânia; compromisso foi firmado na sede do Sindicato do Trabalhadores em Educação no Estado de Goiás (Sintego), onde também assinou pauta com 20 medidas para valorização dos profissionais e melhoria do ensino na capital; estiveram presentes a presidente do sindicato, Bia de Lima, diretores e profissionais de educação; “Assim como fiz em Senador Canedo, não vou colocar OS na educação nem na saúde, em Goiânia. Assumi um compromisso público e vou cumprir”

O candidato a prefeito deixou claro mais uma vez que não vai colocar OS (Organizações Sociais) para gerir a Educação em Goiânia; compromisso foi firmado na sede do Sindicato do Trabalhadores em Educação no Estado de Goiás (Sintego), onde também assinou pauta com 20 medidas para valorização dos profissionais e melhoria do ensino na capital; estiveram presentes a presidente do sindicato, Bia de Lima, diretores e profissionais de educação; “Assim como fiz em Senador Canedo, não vou colocar OS na educação nem na saúde, em Goiânia. Assumi um compromisso público e vou cumprir”
O candidato a prefeito deixou claro mais uma vez que não vai colocar OS (Organizações Sociais) para gerir a Educação em Goiânia; compromisso foi firmado na sede do Sindicato do Trabalhadores em Educação no Estado de Goiás (Sintego), onde também assinou pauta com 20 medidas para valorização dos profissionais e melhoria do ensino na capital; estiveram presentes a presidente do sindicato, Bia de Lima, diretores e profissionais de educação; “Assim como fiz em Senador Canedo, não vou colocar OS na educação nem na saúde, em Goiânia. Assumi um compromisso público e vou cumprir” (Foto: José Barbacena)

Goiás 247 - O candidato a prefeito Vanderlan Cardoso (PSB) deixou claro mais uma vez que não vai colocar OS (Organizações Sociais) para gerir a Educação em Goiânia. O compromisso foi firmado na tarde de sexta-feira, 7, na sede do Sindicato do Trabalhadores em Educação no Estado de Goiás (Sintego), onde também assinou pauta com 20 medidas para valorização dos profissionais e melhoria do ensino na capital. Estiveram presentes a presidente do sindicato, Bia de Lima, diretores e profissionais de educação.

“Assim como fiz em Senador Canedo, não vou colocar OS na educação nem na saúde, em Goiânia. Assumi um compromisso público e vou cumprir”, reforçou. O candidato afirmou que fez uma das melhores gestões na área da educação do Brasil sem precisar das OSs e que em Goiânia não será diferente. “Recebi apoio do governador Marconi Perillo (PSDB), mas tenho meu modo de administrar. Ninguém vai me dizer como gerir a cidade, tenho minha independência”.

Vanderlan, que estava acompanhado do vereador Elias Vaz (PSB), assumiu também o compromisso de gerir a pasta em parceria com os profissionais da Educação. “Quem vivencia a educação é quem deve gerenciar os recursos. Foi o que fiz em Senador Canedo. Convidei os professores e administradores para cuidar da aplicação dos recursos. Farei também em Goiânia e assim poderemos garantir os direitos dos professores e investir em escolas de qualidade”.

O candidato do PSB também pretende ouvir os profissionais da Educação para a escolha do secretário ou secretária da pasta. Ele reconhece que é uma área delicada, que necessita de técnicos conhecedores do assunto para que a gestão seja bem feita. “A proposta que faço para os profissionais é trabalhar junto para definir as prioridades. Faço o compromisso de aplicar os recursos, às claras, ouvindo os profissionais. Essa é a minha maneira de trabalhar”.

Diálogo

A presidente do Sintego, Bia de Lima, disse que o objeto do encontro é abrir um diálogo com o futuro prefeito de Goiânia. Para isso, reforçou que é preciso ouvir o que os candidatos têm a dizer sobre a área de Educação e se mostrar disposto a dialogar desde o início. “Ao convidar Vanderlan, queremos firmar um compromisso com as pautas que são de interesse dos profissionais de educação do município. Queremos deixar aberto o diálogo”, frisou.

Na ocasião, Vanderlan assinou documento com 20 pautas pela valorização da pasta e melhoria do ensino em Goiânia. Dentre os pontos, destacam-se a construção de um Plano de Carreira unificado para professores e técnicos administrativos, reajuste do Piso Nacional e melhorias da infraestrutura dos Cmeis (Centro Municipal de Educação Infantil). Além disso, o documento firma o compromisso de garantir as progressões e titularidades dos professores.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247