Varejo espera vendas 12% maiores no Dia das Mães

De acordo com levantamento feito pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo no Estado de Pernambuco (Fecomércio), o Dia das Mães deverá ser bastante positivo para o comércio varejista da Região metropolitana do Recife; a expectativa é de que as vendas sejam 12% maiores que as registradas na mesma data do ano passado; o gasto médio com os presentes e lembranças deverá chegar a R$ 212,52 contra os R$ 142,41 apontados em 2012

Varejo espera vendas 12% maiores no Dia das Mães
Varejo espera vendas 12% maiores no Dia das Mães

PE247 – Três em cada quatro de 432 comerciantes que trabalham em shoppings do Recife, Jaboatão dos Guararapes e Olinda, na Região Metropolitana, esperam um crescimento nas vendas no Dia das Mães deste ano em comparação com 2012. O levantamento é da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo no Estado de Pernambuco (Fecomércio). “O aumento real esperado nas vendas está em torno de 12%, um percentual considerável para um ano em que as expectativas de crescimento da renda no Estado estão previstas para cerca de 5%”, afirma o consultor da entidade, José Fernandes de Menezes.

De acordo com a pesquisa, mais de 78% dos consumidores, dentre 642 entrevistados em Recife, Jaboatão e Olinda, pretendem comprar presentes para este Dia das Mães. “O número dos que celebrarão a data não deverá ser significativamente diferente do ano passado, a despeito dos preços dos presentes, segundo a maioria dos consumidores, terem tido aumento real em torno de 12%”, declara Menezes.

A compra de presentes é a forma tradicional de comemoração e deverá ser a escolhida por quase 81% dos consumidores. Mas celebrar em um restaurante ou pizzaria já é a opção de cerca de 13%. Por sua vez, o almoço familiar é a escolha de mais de 6%, o que se somado aos que farão refeição fora de casa leva a que cerca de uma em cada cinco celebrações ocorra em torno da mesa. As viagens deverão ser a preferência de pouco mais de 4%.

Segundo a Fecomércio, deverá haver um forte incremento no gasto com presentes, cujo gasto médio passará de R$ 142,41 para R$ 212,52, que é alto mesmo considerada a inflação, acompanhado por queda nos gastos com refeições fora de casa e viagens. As preferências pelos presentes também são bastante estáveis, e tanto este ano quanto no ano passado, os itens com mais de 10% das opções de compra são vestuário, eletrônicos/informática/celular, perfumes/cosméticos e calcados/acessórios.

No entanto, deve-se registrar que, enquanto os artigos de vestuário mantiveram a preferência de quase 30% dos consumidores, houve aumento expressivo em 2013 pela preferência dos eletroeletrônicos e, em contrapartida, uma leve diminuição na procura pelos itens dos segmentos de perfumaria e cosméticos, bem como de calçados  e acessórios.

 

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247