Vereadores tentam evitar fechamento do Mateus em Palmas

Para evitar o fechamento do Hipermercado Mateus e, dessa forma, manter o emprego de mais de 300 funcionários, os vereadores da Capital formarão uma comissão para dialogar com o governo do Estado, por meio da Secretaria Estadual da Fazenda; presidente da Casa de Leis, José do Lago Folha Filho destacou que é papel do legislativo atuar em situações como esta que impactam diretamente a população; “Apesar de se tratar de tributos estaduais, a Câmara deve intervir, pois a Capital perderá com mais chefes de família desempregados”, afirmou

Para evitar o fechamento do Hipermercado Mateus e, dessa forma, manter o emprego de mais de 300 funcionários, os vereadores da Capital formarão uma comissão para dialogar com o governo do Estado, por meio da Secretaria Estadual da Fazenda; presidente da Casa de Leis, José do Lago Folha Filho destacou que é papel do legislativo atuar em situações como esta que impactam diretamente a população; “Apesar de se tratar de tributos estaduais, a Câmara deve intervir, pois a Capital perderá com mais chefes de família desempregados”, afirmou
Para evitar o fechamento do Hipermercado Mateus e, dessa forma, manter o emprego de mais de 300 funcionários, os vereadores da Capital formarão uma comissão para dialogar com o governo do Estado, por meio da Secretaria Estadual da Fazenda; presidente da Casa de Leis, José do Lago Folha Filho destacou que é papel do legislativo atuar em situações como esta que impactam diretamente a população; “Apesar de se tratar de tributos estaduais, a Câmara deve intervir, pois a Capital perderá com mais chefes de família desempregados”, afirmou (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Tocantins 247 - Para evitar o fechamento do Hipermercado Mateus e, dessa forma, manter o emprego de mais de 300 funcionários, os vereadores da Capital formarão uma comissão para dialogar com o governo do Estado, por meio da Secretaria Estadual da Fazenda. Nesta terça-feira (7), presidente da Casa de Leis, José do Lago Folha Filho destacou que é papel do legislativo atuar em situações como esta que impactam diretamente a população. “Apesar de se tratar de tributos estaduais, a Câmara deve intervir, pois a Capital perderá com mais chefes de família desempregados”, afirmou.

“Vamos buscar a interlocução para buscar uma solução para manter o Mateus e evitar o aumento do desemprego em Palmas, esse fechamento trará um impacto muito ruim na nossa cidade”, destacou o vereador Tiago Andrino que propôs a formação da comissão e que destacou ainda ter defendido o tema junto ao Governo do Maranhão.

A propositura ganhou o apoio dos demais parlamentares. Para o vereador Leo Barbosa o parlamento municipal não pode ficar passivo diante da situação. “Vamos juntos conversar com o Governo do Estado para não perdermos essa empresa na cidade que gera emprego e renda”, afirmou.

A vereadora Laudecy Coimbra também destacou apoio à iniciativa. “Já recebi pessoas pedindo emprego por que ficarão desempregados com o fechamento do supermercado. Temos que ser sensíveis a essa problema”, afirmou.

Requerimentos

Ainda durante a sessão foram aprovados 48 requerimentos propostos pelos parlamentares que solicitam benefícios diversos para a comunidade. Solicitações de atendimento de demandas na área de infraestrutura como roçagem, implantação de iluminação pública, recapeamento asfáltico entre outros foram requeridos para diversos bairros da Capital.

A instalação de uma unidade do Shopping da Cidadania na região Norte também foi motivo de requerimento ao Executivo aprovado na sessão. Serviços na área de Trânsito e Transporte, como revitalização de faixas de pedestres, construção de abrigos para pontos de ônibus, instalação de semáforos entre outros também foram solicitados. 

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247